Escolas realizam Jornada Pedagógica para planejar ano letivo

 

A Secretaria da Educação do Estado promove, de 1º a 3 de fevereiro, a Jornada Pedagógica para o planejamento do ano letivo 2017. Trata-se de um espaço coletivo de organização do trabalho pedagógico, que envolve professores e gestores em todas as escolas estaduais e que, também, é aberto para os estudantes, as famílias e representantes das comunidades locais. Neste ano, a jornada tem como tema “Escola e Comunidade para Educar e Transformar” e acontece em dois momentos, tendo a segunda etapa programada para o dia 21 de julho.
A Jornada Pedagógica traz atividades diversificadas para o fortalecimento de práticas educativas e socialização de metodologias que despertem o interesse, a participação e a aprendizagem dos estudantes. Durante os três dias de trabalho, os participantes fazem uma avaliação do ano letivo anterior e discutem o Projeto Político Pedagógico das escolas, além do planejamento das atividades interdisciplinares a serem realizadas em cada unidade escolar.
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, fala sobre a importância deste momento. “Estamos trabalhando intensamente para que 2017 seja marcado pela mudança do eixo pedagógico nas escolas da rede. Estamos fazendo todos os esforços para que toda unidade escolar tenha o seu coordenador pedagógico e diversas atividades. Este ano, ganhamos mais 30 escolas em Tempo Integral. Vamos trabalhar muito, também, para a introdução da tecnologia, mas a tecnologia é apenas uma ferramenta. O mais importante é o espírito da escola, que é o seu conteúdo pedagógico, e este só pode ser tocado com o envolvimento das pessoas neste projeto”, afirmou.
Conteúdos online
Como parte do suporte para a Jornada Pedagógica, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia disponibiliza uma série de materiais de apoio no Portal da Educação. Também estão disponíveis materiais de apoio aos professores, como Plano de Aula, Plano de Unidade por Componente Curricular e Plano por Área de Conhecimento. O Portal oferece, ainda, os instrumentos de avaliação das experiências positivas e os ajustes que devem ser feitos para o sucesso das atividades desenvolvidas, dando subsídios para o fortalecimento do trabalho pedagógico durante o ano letivo.
Pré-jornada
Durante todo o mês de janeiro, os gestores escolares participaram das pré-jornadas pedagógicas, promovidas pelos 27 Núcleos Regionais de Educação (NRE). O objetivo foi estabelecer diretrizes para a realização da Jornada Pedagógica 2017, quando os gestores escolares e diretores dos NRE organizaram os trabalhos e discutiram procedimentos gerenciais e pedagógicos. Na oportunidade, também socializaram e disponibilizaram materiais de apoio para a realização das atividades programadas, buscando o alinhamento das ações para a Jornada Pedagógica em todos os Territórios de Identidade.

Veja o resultado do Sorteio Eletrônico da Educação Profissional

Um total de 11.748 mil estudantes foram beneficiados com o sorteio eletrônico da Educação Profissional realizado, nesta segunda-feira (23), no auditório da Secretaria da Educação do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.  São jovens e trabalhadores, que já concluíram o Ensino Médio e que vão voltar a estudar. As vagas são para 33 cursos técnicos de nível médio de 11 Eixos Tecnológicos, oferecidos nos Centros Estaduais e Territoriais de Educação Profissional e seus anexos, em 57 municípios baianos, nos 27 Territórios de Identidade.
O sorteio aconteceu na presença de representantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Procuradoria Geral do Estado (PGE), do Ministério Público Federal e do Conselho Estadual de Educação. Entre as contempladas estava a professora Débora Dias Santana, 36 anos, que decidiu investir em uma nova profissão. “Por meio de uma indicação de uma amiga e por ser oriunda da rede estadual, decidi me inscrever para o curso técnico de Secretariado, do Centro Estadual de Educação Profissional Isaías Alves. Há um bom tempo que eu gostaria de trabalhar nesta área. Estou feliz pelo sorteio e pela oportunidade de poder realizar esse curso”, ressaltou.
Segundo o superintendente da Educação Profissional da Bahia, Durval Libânio, os cursos ofertados abrangem diversas áreas de atuação. “Oferecemos cursos de diferentes áreas do conhecimento como Saúde, Produção Cultural, Recursos Naturais, Controle e Processos Industriais, Informática, Gestão e Negócios, Administração, Logística, entre outros que oportunizam a formação para os jovens e trabalhadores em toda a Bahia”, afirmou.
Durval ainda contou sobre as perspectivas para a oferta de mais vagas durante o ano de 2017. “No meio do ano teremos uma nova oferta onde terão cursos na área de Agropecuária e Agroecologia em regime de alternância para melhor atender os moradores da região rural. Também estamos trabalhando para ofertar Educação Profissional com Intermediação Tecnológica, além de cursos Pronatec de formação integral. Ao todo serão 108.000 vagas oferecidas neste ano”, afirmou.
Matrícula 
A matrícula para os contemplados no Sorteio Eletrônico ocorre no período de 1º a 3 de fevereiro de 2017. Os candidatos contemplados devem se dirigir aos Centros Territoriais e Estaduais de Educação Profissional para os quais se inscreveram. No ato da matrícula, devem ser apresentadas cópias e originais dos seguintes documentos: CPF, histórico escolar, Carteira de Identidade e comprovante de residência. O início das aulas está previsto para 06 de fevereiro de 2017.
Os candidatos contemplados no Sorteio Eletrônico para os cursos no eixo tecnológico Produção Cultural e Design, ofertados pelo Centro Estadual de Educação Profissional em Artes e Design, em Salvador, passarão por um teste de habilidade específica. O teste, de caráter eliminatório, será aplicado no próprio Centro, durante o período de matrícula. Os estudantes deverão se dirigir ao Centro com os documentos necessários, pois se aprovados no teste de habilidade específica efetivarão a matricula imediatamente após o teste.
O sorteio e direcionado a estudantes que concluíram o Ensino Médio e suas modalidades, de forma gratuita, em estabelecimentos de ensino da rede pública de Educação – no âmbito federal, estadual ou municipal. Ou ainda que tenham, comprovadamente, cursado o Ensino Médio em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista integral. Das vagas ofertadas, 9.288 foram para o interior do Estado e 2.460 mil para Salvador e Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Começa terça -feira a matrícula nas escolas estaduais

 
 
A matrícula na rede estadual de ensino começa na próxima terça-feira (24) e segue até o dia 31 de janeiro. Os estudantes da rede estadual que vão mudar de escola e os alunosoriundos das redes municipais de Salvador e de mais 27 cidades (veja a relação abaixo) poderão fazer a matrícula pela Internet. Para isso, é preciso utilizar o código de matrícula que receberam nas suas escolas de origem e acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). O ano letivo de 2017 na rede estadual começa no dia 06 de fevereiro. 
De acordo com o cronograma da Secretaria da Educação do Estado, o primeiro dia de matrícula (24/01) é direcionado ao estudante da rede estadual de ensino nas seguintes situações: deve mudar de escola porque a atual não oferece a série subsequente, não renovou a matrícula no período determinado ou mudança de domicílio. 
 
Entre os dias 25 e 26/01, a matrícula é para os concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental, regularmente matriculados na rede pública municipal no ano letivo de 2016, em razão das escolas não oferecerem a série subsequente.
 
Alunos novos - A matrícula de novos estudantes que forem cursar qualquer série do Ensino Fundamental acontece no dia 27 de janeiro e do Ensino Médio e suas modalidades, nos dias 30 e 31 de janeiro, devendo ser realizada presencialmente em qualquer unidade da rede estadual de ensino.
 
Pela internet – Além dos estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino em 2016, também podem fazer a matrícula pela Internet estudantes oriundos das redes municipais das seguintes cidades: Itabuna, Nordestina, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Brejões, Camaçari, Catu, Dias D’Ávila, Encruzilhada, Eunápolis, Feira de Santana, Glória, Gongogi, Ipirá, Itaberaba, Itapetinga, Lamarão, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Madre de Deus, Mundo Novo, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, São José da Vitória, Serrinha, Simões Filho e Vitória da Conquista.
 
O cronograma de matrícula da rede estadual abrange toda a Educação Básica e suas modalidades, incluindo a Educação Profissional, na qual são ofertados cursos técnicos de nível médio e de qualificação integrados à Educação de Jovens e Adultos (EJA), de nível Fundamental e Médio.
 
Documentos necessários – Para a matrícula é preciso apresentar os seguintes documentos: original do histórico escolar ou atestado de escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo histórico em até 30 dias); original e cópia da certidão de registro civil ou da carteira de identidade (RG); original e cópia do CPF, original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura) e o código do SETPS (constante no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.
 
Para maiores informações acesse o Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br
 
 

Secretário da Educação visita escolas na Ribeira

 Co­légio Es­ta­dual Paulo Amé­rico, que também sedia o Centro No­turno de Edu­cação da Bahia – Ceneb Maria Qui­téria, e o Co­légio Es­ta­dual Vitor So­ares, ambos no bairro da Ri­beira, foram as es­colas vi­si­tadas, nesta quarta-feira (18), pelo se­cre­tário da Edu­cação, Walter Pi­nheiro. Acom­pa­nhado do su­pe­rin­ten­dente da Edu­cação Bá­sica, Ney Cam­pelo, e dos di­re­tores, Pi­nheiro con­feriu os tra­ba­lhos pe­da­gó­gicos re­a­li­zados nas es­colas, além da es­tru­tura fí­sica e de­mandas das uni­dades. Desde o final do ano le­tivo de 2016, Pi­nheiro tem in­ten­si­fi­cado as vi­sitas às uni­dades es­co­lares, com o ob­je­tivo de pre­parar as es­colas para a volta às aulas, nos as­pectos pe­da­gó­gicos e de in­fra­es­tru­tura.
“É bom co­nhecer es­colas que vêm re­a­li­zando uma trans­for­mação na es­tru­tura pe­da­gó­gica e que vêm de en­contro com o pro­jeto que es­tamos ten­tando tra­ba­lhar, vol­tado para o en­vol­vi­mento e com­pro­me­ti­mento dos pro­fes­sores e fun­ci­o­ná­rios da es­cola. O Paulo Amé­rico faz um bem-su­ce­dido com­par­ti­lha­mento do local com o Ceneb, e o Vitor So­ares, que atende a Edu­cação Es­pe­cial, de­sen­volve um mé­todo que muda a ideia dos es­tu­dantes de frente para o quadro e o pro­fessor de costas para a turma. Então a ideia é apre­sen­tarmos essas ex­pe­ri­ên­cias a ou­tras uni­dades e a se­cre­taria apoiar ainda mais essas ações”, des­tacou o se­cre­tário Walter Pi­nheiro.
Para o di­retor do Co­légio Es­ta­dual Paulo Amé­rico, Ri­cardo Mon­teiro, é fun­da­mental a vi­sita do se­cre­tário nas uni­dades es­co­lares. “O bom dessas vi­sitas é que não são pro­gra­madas. O se­cre­tário apa­rece na es­cola e co­nhece a nossa re­a­li­dade com ela fun­ciona e sem ne­nhuma ma­qui­agem. A partir daí ele pode ava­liar qual tipo de as­sis­tência pode ser dada à gestão es­colar. Também é in­te­res­sante poder con­versar sobre a es­tru­tura pe­da­gó­gica, ad­mi­nis­tra­tiva e pes­soal, além de nossa si­tu­ação fi­nan­ceira”, re­latou.
Já no Co­légio Es­ta­dual Vitor So­ares, Pi­nheiro pôde co­nhecer os pro­jetos de­sen­vol­vidos e que au­xi­liam es­tu­dantes da Edu­cação Es­pe­cial. “A gente se sente aco­lhido pela Se­cre­taria, por en­tender que somos uma es­cola di­fe­ren­ciada, que tra­balha com edu­cação in­clu­siva e aborda um pú­blico de mul­ti­de­fi­ci­ên­cias”, res­saltou o di­retor Ivan Pe­dreira.

secretaria da Educação do Estado da Bahia oferta mais de 11 mil vagas para a Educação Profissional

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abre, na próxima segunda-feira (9), a inscrição do Sorteio Eletrônico para 11.748 mil vagas dos cursos técnicos de nível médio, na forma de articulação Subsequente da rede estadual de Educação Profissional. As vagas são para estudantes que já concluíram o Ensino Médio e que querem voltar a estudar. São 33 cursos técnicos de nível médio de 11 Eixos Tecnológicos oferecidos nos Centros Estaduais e Territoriais de Educação Profissional e seus anexos, em 57 municípios baianos, nos 27 Territórios de Identidade. As inscrições podem ser feitas até 17 deste mês, exclusivamente, no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

“A oferta da Educação Profissional da Bahia tem crescido, a partir de 2007, quando se tornou uma prioridade do Governo do Estado investir na formação e preparação dos jovens para o mundo do trabalho. Portanto, só na modalidade Subsequente são quase 12 mil novas vagas ofertadas a estes jovens e trabalhadores, para que possam atender a demanda competitiva do mundo do trabalho e se beneficiar do desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Estado”, afirmou o secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro.

Das vagas ofertadas, 9.288 são para o interior do Estado e 2.460 mil para Salvador e Região Metropolitana de Salvador (RMS). O sorteio será realizado às 15h do dia 23 de janeiro, no auditório da Secretaria da Educação do Estado, localizado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Somente poderá participar do Sorteio Eletrônico o estudante que tenha concluído o Ensino Médio e suas modalidades, de forma gratuita, seja em estabelecimentos de ensino da rede pública de Educação – no âmbito federal, estadual ou municipal – ou que tenha, comprovadamente, cursado o Ensino Médio em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista integral.

Inscrição – No ato da inscrição, o candidato deverá fazer a opção para um único município, Centro de Educação Profissional, curso e turno. Ele poderá alterar os dados pessoais, a senha, o curso e o turno para o qual pleiteia a vaga nos Centros até o último dia de inscrição. Não será permitido alterar o município de residência e o CPF.

Matrícula – A matrícula para os contemplados no Sorteio Eletrônico ocorrerá no período de 1º a 3 de fevereiro de 2017. Os candidatos contemplados deverão se dirigir aos Centros Territoriais e Estaduais de Educação Profissional para os quais se inscreveram. No ato da matrícula, devem ser apresentadas cópias e originais dos seguintes documentos: CPF, histórico escolar, Carteira de Identidade e comprovante de residência. O início das aulas está previsto para 06 de fevereiro de 2017.

Todos os candidatos inscritos serão sorteados e classificados. Mas só serão convocados para a matrícula, os contemplados de acordo com a classificação e o número de vagas ofertadas em cada centro. Inicialmente, os contemplados serão convocados para efetivar a matrícula. Havendo desistência, as vagas residuais serão preenchidas de acordo com a classificação dos demais candidatos.

Os candidatos contemplados no Sorteio Eletrônico para os cursos no eixo tecnológico Produção Cultural e Design, ofertados pelo Centro Estadual de Educação Profissional em Artes e Design, em Salvador, passarão por um teste de habilidade específica. O teste, de caráter eliminatório, será aplicado no próprio Centro, durante o período de matrícula. Os estudantes deverão se dirigir ao Centro com os documentos necessários, pois se aprovados no teste de habilidade específica efetivarão a matricula imediatamente após o teste.

Matrícula nas escolas estaduais será de 24 a 31 de janeiro

 
 
A matrícula na rede estadual de ensino será realizada de 24 a 31 de janeiro para os estudantes regularmente matriculados nas escolas estaduais que irão mudar de escola e os novos estudantes que desejam ingressar na rede. Em Salvador e mais 27 cidades (veja relação abaixo), os estudantes oriundos das redes municipais poderão fazer a matrícula pela Internet, utilizando o código que receberam nas suas escolas de origem. Basta acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).
 
O primeiro dia de matrícula (24/01) é direcionado ao estudante da rede estadual de ensino nas seguintes situações: deve mudar de escola porque a atual não oferece a série subsequente, não renovou a matrícula no período determinado ou mudança de domicílio. Entre os dias 25 e 26/01, a matrícula é para os concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental, regularmente matriculados na rede pública municipal no ano letivo de 2016, em razão das escolas não oferecerem a série subsequente.
 
Alunos novos - A matrícula de novos estudantes que forem cursar qualquer série do Ensino Fundamental acontece no dia 27 de janeiro e do Ensino Médio e suas modalidades, nos dias 30 e 31 de janeiro, devendo ser realizada presencialmente em qualquer unidade da rede estadual de ensino.
 
Pela internet – Além dos estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino em 2016, também podem fazer a matrícula pela Internet estudantes oriundos das redes municipais das seguintes cidades: Itabuna, Nordestina, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Brejões, Camaçari, Catu, Dias D’Ávila, Encruzilhada, Eunápolis, Feira de Santana, Glória, Gongogi, Ipirá, Itaberaba, Itapetinga, Lamarão, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Madre de Deus, Mundo Novo, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, São José da Vitória, Serrinha, Simões Filho e Vitória da Conquista.
 
O cronograma de matrícula da rede estadual abrange toda a Educação Básica e suas modalidades, incluindo a Educação Profissional, na qual são ofertados cursos técnicos de nível médio e de qualificação integrados à Educação de Jovens e Adultos (EJA), de nível Fundamental e Médio.
 
Documentos necessários – Para a matrícula é preciso apresentar os seguintes documentos: original do histórico escolar ou atestado de escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo histórico em até 30 dias); original e cópia da certidão de registro civil ou da carteira de identidade (RG); original e cópia do CPF, original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura) e o código do SETPS (constante no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.
 
Ano Letivo 2017 começa no dia 06 de fevereiro
 
O ano letivo de 2017 na rede estadual começa no dia 06 de fevereiro. De acordo com o calendário escolar divulgado pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, serão realizados 200 dias letivos. O recesso para o Carnaval será de 24/02 a 1º de março, o recesso da Semana Santa, de 13 a 16 de abril, e o recesso junino, de 22 a 25 de junho. O último dia letivo será 13 de dezembro de 2017.
 
Para maiores informações acesse o Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br
 

SAC Educação chega a 305 mil atendimentos

O SAC Educação chega à marca dos 305 mil atendimentos. Implantado pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, o serviço de atendimento aos profissionais da Educação funciona com a proposta de desburocratizar o atendimento a professores e servidores da Educação, com a oferta de 120 serviços voltados à vida funcional. Dentre as demandas mais procuradas estão o serviço de Licença Prêmio, Aposentadoria e Abono de Permanência, além de gratificações salariais, progressões na carreira, mudança de carga horária a benefícios de quinquênio e adicionais.
“Trata-se de uma proposta pioneira de atendimento mais humanizado e qualificado, com a dignidade que os profissionais da Educação do Estado merecem. Buscamos, cada vez mais, aprimorar os conhecimentos em legislação docente para que o serviço seja seguro, preciso e ágil”, destaca a coordenadora do SAC Educação, Luciana Oliveira.
Os resultados deste atendimento são refletidos no nível de aprovação do serviço, que chega a 87,2%, conforme levantamento da Ouvidoria da Secretaria da Educação do Estado da Bahia. “Este resultado é fruto de um trabalho de equipe que preza pela presteza no atendimento e pela qualidade das informações, bem como pelo zelo e pela honra do serviço público. Para 2017, a nossa expectativa é aprimorar, ainda mais, o atendimento para que o nosso público possa ser atendido cada vez melhor”.
O SAC Educação oferece unidades em Salvador e em Feira de Santana, sendo que a primeira foi inaugurada há sete anos e a segunda, há quatro. No SAC da capital baiana, foram registrados, somente em 2016, 37.114 atendimentos, sendo que até o dia 30/12 este número deverá chegar a 38 mil. Já no de Feira foram computados 10.688 mil atendimentos, devendo chegar a 11 mil até o  penúltimo dia do ano, quando o serviço funcionará normalmente.
A unidade do SAC Educação em Feira de Santana – que já registra mais de 30 mil atendimentos em quatro anos de implantação – atende aos 27 municípios que compõem o Núcleo Regional de Educação de Feira de Santana (NRE 19). Os servidores que não são de Salvador têm a opção de buscarem os serviços de Recursos Humanos por meio dos NREs. Os profissionais de Educação podem consultar os serviços disponíveis pelo SAC Educação e os documentos necessários para efetivá-los através do Portal da Educação (sac.educacao.ba.gov.br), no link “Educadores”.
Reconhecimento
A professora Edilene Rodrigues, do Colégio Estadual Alfredo Agostinho de Deus, do município de Lauro de Freitas, é uma das testemunhas sobre o bom funcionamento do SAC Educação. Ela, que se dirigiu à unidade de Salvador para solicitar o seu Abono Permanência, revela que achou “ótimo” o atendimento. “Já vim aqui outras vezes e sempre fui muito bem atendida. O serviço é satisfatório e posso acompanhar o andamento do processo da minha casa, através do Portal da Educação”, diz. A também professora Caroline Nascimento, do Colégio Estadual Márcia Meccia, em Salvador, acrescenta: “O melhor do SAC Educação é a agilidade no atendimento”.
Serviços de saúde
No SAC Educação, em Salvador, também são prestados serviços no âmbito do Programa Saúde do Professor, nas áreas de Fonoaudiologia, Fisioterapia, Nutrição e Psicologia. O serviço é oferecido com hora marcada, das 8h às 17h, por meio do número (71) 3117-1434. Para o professor que necessitar de acompanhamento após o atendimento no SAC Educação, a Secretaria da Educação conta com as parcerias de mais de 30 universidades e faculdades, onde os professores podem frequentar os serviços de Saúde destas instituições.
Onde encontrar os serviços do SAC Educação:
- Salvador: Av. da França, S/N, Instituto de Cacau, 1º andar. Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.
- Feira de Santana: Rua Vasco Filho, S/N, Centro, próximo ao Terminal Rodoviário. Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.

Últimos dias para a renovação da matrícula na rede estadual

 

 

Com o final do ano letivo nas escolas estaduais, os pais, mães e responsáveis devem ficar atentos para o calendário de matrícula. Os estudantes que já estudam na rede estadual têm até o dia 30 de dezembro para realizar a renovação da matrícula.O estudante que não renovar a matrícula neste período, perderá a vaga em sua escola atual. Se o aluno perder o prazo, vai ter que mudar de escola e fazer nova matrícula no dia 24 de janeiro de 2017, em uma das unidades escolares da rede estadual com vagas disponíveis A ma­trí­cula segue de 24 a 31 de ja­neiro para alunos que irão mudar de es­colas e alunos novos (Veja cronograma abaixo).

Todos os estudantes já matriculados e com frequência regular nas escolas estaduais podem fazer a renovação da matrícula pela internet. Para tanto, os pais, mães, responsáveis ou estudantes maiores de 16 anos, devem digitar o código na carta de renovação que o aluno recebe na escola no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br/matricula). Esta carta de renovação deverá ser devolvida à secretaria escolar para efetivar a renovação da matrícula.

Além da internet, quem preferir pode fazer a renovação presencialmente nas secretarias das escolas. É importante também observar se há alguma pendência de documentação junto à secretaria escolar para a atualização dos dados do estudante. O estudante também deve levar comprovante de residência, independentemente de ter mudado de endereço.

Para mais informações acesse: www.educacao.ba.gov.br

Alfabetização na idade certa beneficia 700 mil crianças.

 

A estudante Evelyn Vitória de Jesus Lima, 7 anos, aluna do Escola Municipal do Natal, em Camaçari, é uma das 768.993 crianças beneficiadas pelo Programa Educar para Transformar, graças ao regime de colaboração entre a Secretaria da Educação do Estado e 413 municípios baianos. Por meio desta parceria, a Secretaria tem contribuindo com a alfabetização das crianças, com letramento, até os oito anos de idade, fornecendo material didático e realizando formação de professores alfabetizadores.
Só em 2016, a Secretaria da Educação do Estado distribuiu mais de 1 milhão e 700 mil livros às prefeituras para contribuir na alfabetização, com letramento, das crianças. Destes, 798 mil livros são de literatura infantil, de 19 autores baianos, referenciados na realidade da Bahia, com linguagem e ilustrações, que criam nas crianças uma identificação e contribuem para o processo de ensino e de aprendizagem. Os outros são de Língua Portuguesa, elaborado em parceria com o Estado do Ceará, e o de Matemática, construído por uma equipe de pesquisadores, sob a coordenação da Secretaria de Educação do Estado da Bahia.
Com este material foi muito mais fácil para Evelyn Vitória aprender a ler. “A gente aprende a ler, escrever e contar histórias com esses livros. Também tem a parte de pintar e cantar que são muito divertidos. Gosto de vir para a escola porque posso estar próximo dos livros e meus colegas. Eu até ajudo quando eles estão com dificuldade”, comemora.
Em Camaçari, crianças de 67 escolas municipais foram beneficiadas com este material didático, que por ser referenciado na realidade baiana, causam identificação nas crianças e facilitam o processo de ensino e aprendizagem, conforme ressalta a coordenadora do programa em Camaçari, Fabiana Silva. “Este material faz uma grande diferença porque é um conteúdo dinâmico e contextualizado com a realidade e linguagem adequada à idade. Por isso tanto os professores, quantos os estudantes se identificam com este material, que é utilizado de diversas formas, em sala de aula, com a aplicação de métodos pedagógicos”, explicou.
Professora do 1º ano do ensino fundamental da Escola Municipal do Natal, em Camaçari, Ana Cláudia dos Santos, afirmou que “os livros disponibilizados pelo Governo Estado nos auxilia bastante no trabalho com as crianças. É um conteúdo que dá para trabalhar livremente porque eles se interessam, leem e participam de tudo”, contou.
Formação
O regime de colaboração com os municípios possibilitou a formação, em 2016, de 38.295 professores alfabetizadores, envolvendo toda uma metodologia e organização de trabalho para uso do material didático disponibilizado, por meio do Pacto Nacional e o Pacto Estadual pela Alfabetização na Idade Certa. A ação também alcança 413 coordenadores locais e 1.253 orientadores de estudo.
Esta formação tem contribuído para uma nova dinâmica em sala de aula, no processo de alfabetização das crianças. Os professores são estimulados a utilizar jogos cognitivos, brincadeiras interativas, desenhos e ilustrações que fazem da sala de aula um espaço lúdico e de maior aprendizagem. No Cantinho de Leitura, por exemplo, os livros são disponibilizados para os estudantes de forma livre para que manuseiem e possam ter contato com as obras literárias. Já na Maleta de leitura, o aluno leva os livros para casa e depois conta a experiência da leitura com a participação dos pais.
Há seis anos lecionando na Escola Municipal do Natal, Ana Cristina Bueno, também professora do 1º ano fundamental, fala sobre a importância da formação. “Esta parceria para contribuir de forma muito consistente para nós alfabetizadoras, porque conseguirmos alfabetizar de forma prazerosa. Nós temos alunos que chegaram aqui inseguros e rabiscando, e hoje vemos eles com um bom domínio silábico-alfabético”, sorri.

Secretaria orienta sobre devolução de Livros Didáticos.

O ano letivo na rede estadual de ensino chegou ao final e os estudantes devem devolver os livros didáticos utilizados em 2016. Doados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), os livros são distribuídos aos estudantes da rede pública, que devem fazer a devolução de acordo com o prazo determinado pelas unidades escolares.

Este ano, somente os estudantes do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e ensino médio precisam devolver os livros, que serão reutilizados em 2017 por outras crianças. Os alunos do ensino fundamental 2 terão os livros substituídos por novos títulos e não precisam fazer a devolução, já que o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), do Ministério da Educação, estabelece um período de três anos para o uso efetivo do livro em sala de aula.
O gestor da escola deve ficar atento ao cumprimento da Resolução CD/FNDE nº 42/2012, que orienta sobre o descarte dos livros após o encerramento do ciclo trienal de atendimento. O material que ainda tiver condição de uso será doado sem encargo aos estudantes da rede, para que funcione como instrumento de pesquisa. No caso da inexistência de interesse por parte dos estudantes, os livros permanecerão na unidade escolar sob a responsabilidade do diretor, que deverá adotar providências para o seu descarte, seguindo as orientações da Secretaria da Educação do Estado.
Conservação - Para que os livros fiquem em condições de serem reutilizados pelos estudantes dos anos seguintes, a coordenadora de Monitoramento do Livro Didático da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Alessandra Santana, esclarece que os diretores das escolas devem promover campanhas de conservação e devolução dos livros. “Orientamos aos gestores o trabalho de conscientização entre os alunos das escolas a preservar os livros didáticos para que outros alunos possam utilizar os mesmos”, afirmou.