Secretaria da Educação do Estado orienta sobre devolução de livros didáticos

Com a aproximação do final do ano letivo da rede estadual de ensino, a Secretaria da Educação do Estado orienta as unidades escolares sobre a devolução dos livros didáticos entregues aos estudantes e professores do Ensino Médio. A devolução é imprescindível, pois os mesmos serão reutilizados por outros estudantes no ano letivo de 2020.

????????????????????????????????????

Segundo a coordenadora do Livro Didático e Biblioteca da Secretaria da Educação do Estado, Alessandra Santana, cada unidade escolar deve incentivar a boa conservação do material didático, bem como adotar medidas para estimular as devoluções. “As escolas deverão fazer campanhas em sala de aula para a devolução dos livros didáticos. É importante frisar que a campanha de cuidado, preservação e conservação deve ser realizada durante todo o ano letivo, já que outros estudantes vão usar os mesmos livros no ano seguinte”, destacou.

Segundo a coordenadora, não há necessidade de recolher os livros consumíveis, ou seja, aqueles que geralmente possuem atividades para serem respondidas pelos estudantes no próprio livro e, por conta disso, não podem ser reutilizados, como são os casos de alguns livros de Línguas Estrangeiras, Filosofia, Sociologia e Artes. Para saber se o livro é reutilizável ou consumível, basta verificar a quarta capa do livro, onde consta esta indicação.

Novos livros

As escolas também devem ficar atentas ao recebimento dos novos livros didáticos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério da Educação (MEC), destinados aos estudantes do Ensino Fundamental II, no ano letivo de 2020.

A secretaria chama a atenção para a necessidade de conferir se o nome da unidade escolar e a quantidade enviada correspondem com os materiais contidos nos pacotes, sendo que a entrega realizada pelos Correios acontece de segunda a sexta-feira, em horário comercial, e aos sábados pela manhã.

Caso a reposição dos livros, que é realizada de forma automática pelo FNDE, não supra as necessidades do colégio, será possível fazer um novo pedido denominado Reserva Técnica, a partir de março através do site do PDDE Interativo, no endereço http://pddeinterativo.mec.gov.br/.

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr.

Secretaria da Educação do Estado inscreve até sexta (22) para certificação voltada às eleições de diretores escolares

A Secretaria da Educação do Estado está com inscrições abertas até esta sexta-feira (22), para a certificação de gestores que desejam participar das eleições de diretor e vice-diretor das escolas da rede estadual, que acontecem no próximo mês de março. O edital foi publicado no Diário Oficial do último dia 15 e as inscrições podem ser feitas por professores e coordenadores efetivos, por meio da plataforma on-line www.certificacaodegestores.educacao.ba.gov.br.

A certificação consiste em um curso de 40 horas, com dez módulos, que contará com avaliação e abordará temas como concepção de currículos, prestação de contas e elaboração de plano de gestão. “Esta é a primeira etapa do processo de eleição dos dirigentes da rede estadual. Com esta certificação o educador estará apto a concorrer às vagas de diretor e vice-diretor”, destacou o coordenador de Articulação de Projetos para a Educação da SEC, Hélder Amorim. Desenvolvido pelo Instituto Anísio Teixeira (IAT), com consultoria da Publix, o curso será realizado na plataforma on-line www.certificacaodegestores.educacao.ba.gov.br até o dia 16 de dezembro.

Mais de 500 mil estudantes da rede estadual devem renovar a matrícula a partir desta quinta-feira (21) pelo SAC Digital

Mais de 500 mil estudantes devem renovar a matrícula na rede estadual de ensino a partir desta quinta-feira (21) para o ano letivo de 2020. O processo de pré-matrícula, que segue até o dia 10 de dezembro, deverá ser feito por todos os estudantes com matrícula e frequência regular nas escolas estaduais, em 2019. A grande novidade deste ano é que a matrícula agora é 100% on-line, podendo ser feita por dispositivos móveis como tablets e celulares. Basta que os pais ou responsáveis baixem o aplicativo do SAC Digital nas lojas APP Store ou Google Play, ou façam o cadastro através do link (https://www.sacdigital.ba.gov.br/).

O SAC Digital é uma moderna plataforma, que unifica todos os serviços do Estado em um único portal. A matrícula on-line foi incluída nesta ferramenta graças à parceria entre a Secretaria da Educação do Estado (SEC), a Secretaria da Administração do Estado (SAEB), e a Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (PRODEB), com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Passo a passo – Para realizar o cadastro, o estudante precisa acessar o SAC Digital (portal ou aplicativo) e clicar em “Cadastre-se” no menu principal. Em seguida, é só preencher um formulário. No campo “E-mail”, é necessário informar um e-mail que o usuário costuma acessar e que lembra a senha. No final do cadastro, será necessário acessar este e-mail para ativar a conta no SAC Digital. A matrícula só poderá ser realizada mediante este cadastro. Quem não quiser fazer a pré-matrícula on-line também tem a opção de efetuar na própria escola.

Novos alunos – Os estudantes oriundos das redes municipais e privada, também poderão utilizar o SAC Digital, mas para este público, a matrícula será realizada de 21 a 28 de janeiro de 2020, de acordo com o calendário a ser divulgado pela Secretaria da Educação do Estado e que estará disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Os mesmos também precisarão fazer o cadastro e, após a matrícula online, terão 24 horas para apresentar a documentação necessária na escola para a qual efetuou a matrícula.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar do Estado, Manoel Vicente Calazans, falou sobre a importância deste avanço tecnológico. “A tecnologia hoje é uma ferramenta que permite mais acesso à informação e a matrícula pelo SAC Digital facilita ainda mais a vida dos estudantes e dos responsáveis, podendo ser feita de qualquer lugar”, afirmou Calazans, ao acrescentar que o processo da pré-matrícula, pelo SAC Digital, foi iniciado na segunda-feira (18) e seguiu até ontem (20), para estudantes da Educação Inclusiva.
Foto: Ilustrativa/ Cláudia Oliveira

Escolas em toda a Bahia aplicam avaliações de Língua Portuguesa e Matemática com foco no IDEB

As escolas das redes estadual e municipais de ensino da capital e do interior iniciaram, nesta segunda-feira (21), a aplicação das avaliações de Língua Portuguesa e Matemática do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), que é fundamental para a definição do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) dos Estados. As provas do SAEB serão aplicadas até o dia 1º de novembro em todo o Brasil, no horário regular das aulas. Na Bahia, mais de 460 mil estudantes das redes estadual, municipais e, também, da rede privada devem fazer as avaliações.

As provas são direcionadas a estudantes do Ensino Fundamental (5º ano e 9º ano) e do Ensino Médio (3º ano e 4ª série da Educação Profissional). Em caráter amostral, este ano o SAEB também abrangerá o 2º ano do Ensino Fundamental e a Educação Infantil.

A estudante Maria Vitória Carvalho Silva, 18, 3º ano, do Colégio Modelo, localizado em Jequié (283 km de Salvador), saiu otimista da avaliação. “Tanto a prova de Português quanto a de Matemática foram muito tranquilas de se responder. Além de avaliar o nosso aprendizado, as avalições do SAEB também servem como uma preparação para o ENEM, pois os conteúdos são bem diversos. Gostei muito da experiência”, afirmou.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou da importância da realização das avaliações do SAEB. “As escolas das redes estadual, municipais e particulares estarão passando por este processo de avaliação e seu objetivo é justamente que o resultado ajude a União, o Estado e os municípios a orientarem suas políticas públicas voltadas para a Educação Básica brasileira”, salientou.

Jerônimo ainda ressaltou o papel das famílias e do regime de colaboração com os municípios neste processo. “Quero fazer um apelo aos pais e responsáveis para que nestas duas semanas os nossos estudantes possam frequentar as escolas com este espírito de fazer as provas do SAEB com muita disposição e sem preconceito do que possa acontecer de resultado. Fizemos um esforço muito grande na área de formação de professores e com o nosso sistema de avaliação SABE, tendo uma boa relação com as secretarias municipais de Educação. Portanto, é isso que entendemos de regime de colaboração: a educação baiana é responsabilidade do Governo do Estado, dos municípios, dos empresários da Educação, dos familiares, dos próprios estudantes e percebemos que todos estão animados e envolvidos em prol de melhores resultados das escolas da Bahia”, finalizou.

Fátima Medeiros, coordenadora estadual do SAEB, ressaltou que a participação dos estudantes é fundamental. “Os agendamentos das aplicações estão sendo feitos com todas as escolas, com orientações para garantir uma maior participação dos estudantes e uma boa organização do processo. Isto é fundamental porque as escolas precisam garantir a participação de pelo menos 80% de estudantes para que o resultado da avaliação seja divulgado pelo INEP”, enfatizou.

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

Começam inscrições do processo seletivo para professor na rede estadual de ensino

Já estão abertas as inscrições do processo seletivo sob o Regime de Direito Administrativo da Bahia (REDA) para professores da rede estadual de ensino. São ofertadas 2.491 vagas para a função temporária de Professor Padrão P – Grau III, com carga horária 20 horas semanais.  As vagas são direcionadas para todo o Estado e englobam os municípios componentes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs).  Os candidatos devem ter formação de nível superior em Licenciatura Plena. As inscrições serão realizadas até o dia 4 de novembro, exclusivamente pela Internet, no site www.selecao.uneb.br/educbasicasec.

“O processo seletivo consiste em vagas reais para atender os lacais onde estão vencendo o REDA vigente e ou não houve aprovados no último concurso”, destacou a superintendente de Recursos Humanos da Educação, Maria do Rosário Muricy.

O Processo Seletivo será realizado em uma única etapa, no dia 8 de dezembro, com aplicação de provas objetivas, de caráter eliminatória e classificatória. Os locais e horários das aplicações das provas serão divulgados no Cartão de Identificação do Candidato, que será disponibilizado no site até o dia 4 de dezembro.

O prazo de validade do Processo Seletivo Simplificado será de um ano, a contar da data da publicação da homologação, podendo antes de esgotado este prazo, ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da administração, por ato expresso do Secretário da Educação do Estado da Bahia.

Saiba mais no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

 Foto: Ilustrativa / Divulgação

Estado e municípios se unem na mobilização das escolas para as provas com foco no IDEB

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) iniciou, nesta segunda-feira (7), uma série de encontros nos 27 Territórios de Identidade da Bahia, mobilizando as redes estaduais e municipais de ensino para a aplicação das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). A avaliação nacional, que abrange as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, será realizada de 21 de outubro a 1° de novembro, em todo o país, e serve como base para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

O encontro territorial, que também será realizado na quinta-feira (10), é mais uma ação em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME-Bahia), e conta com a participação de dirigentes da SEC, dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE), e das secretarias municipais de Educação, além de representantes do Instituto Anísio Teixeira (IAT). Entre os temas abordados durante os encontros, estão as bases conceituais, procedimentos e dados estatísticos que subsidiam as provas SAEB e o cálculo do IDEB. Outro foco é a socialização de estratégias desenvolvidas pelas escolas para que os estudantes façam as provas do SAEB.

A avaliação é realizada a cada dois anos, envolvendo todas as redes públicas do Brasil. O objetivo é extrair a nota de proficiência, ou seja, o conhecimento que o estudante apresenta em Língua Portuguesa e Matemática. Todos os estudantes do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental, da 1ª a 3ª série do Ensino Médio, e da 4ª série da Educação Profissional devem participar da avaliação.

O subsecretário da Educação do Estado, Danilo Souza, que participou do encontro, nesta segunda-feira, em Feira de Santana, falou sobre a importância deste processo de mobilização. “A prova SAEB é uma referência muito importante para monitorarmos as políticas públicas, estruturarmos as práticas e o processo de formação dos profissionais de Educação. É um medidor extremamente importante para se avançar na qualidade do ensino”, ressaltou o gestor, que contou sobre o fortalecimento do  Sistema de Avaliação Baiano de Educação (SABE). “A Bahia implantou o SABE, que vai servir para monitorarmos, também, os nossos índices de aprendizado nos anos em que não forem aplicadas as avaliações nacionais”, explicou.

O presidente da UNDIME Bahia, Williams Panfile, destacou que esta mobilização faz parte de uma série de ações em parceria com a SEC, visando a melhoria da Educação. “Desde o início do ano que intensificamos o trabalho em parceria com a SEC, unindo as redes estaduais e municipais de ensino, para a melhoria da Educação. O diálogo envolve diversas iniciativas como o SABE e as discussão sobre a Base Nacional Curricular Comum (BNCC)”, explicou.

Para o diretor Marcos Antônio Queiroz, do Núcleo de Paulo Afonso (NTE 24), este é um momento decisivo para a mobilização nos municípios. “Conseguimos trazer os secretários municipais para este encontro, fazendo com que tenham mais conhecimento sobre a importância da avaliação para a melhoria da Educação. Com esse diálogo, podemos garantir um planejamento para que as escolas mobilizem os estudantes e eles possam participar das provas”, enfatizou.
AGENDA

07 de Outubro (segunda-feira)

Irecê: CJCC – Av. Caraíbas, 659 – Centro
Seabra: Colégio Estadual de Seabra, Av. Franklin de Queiróz, 0595 – Centro
Itabuna: Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, Av. José Soares Pinheiro – Centro Comercial
Teixeira de Freitas: CETEPs, Rua Beira Vale, 38 – Jardim Caraipe
Itapetinga: Colégio Estadual Alfredo Dutra – Av. Esperanto s/n – São Francisco de Assis.
Itaberaba: Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, Joel Presidio, s/n – São João
Ipirá: Auditório do CETEP, Rua Dr Elziro Macedo, s/n – Centro
Jacobina: Auditório do Colégio Municipal Gilberto Gil Miranda, Rua Antônio Vieira De Mesquita, Bairro: Felix Tomaz.
Santo Antônio de Jesus: Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes – R. Machado Bitencourt, s/n – Andaia.
Jequié: Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão da informação Regis Pacheco – Rua 15 de novembro, s/n Campo do América.
Eunápolis: Colégio Estadual Armanando Ribeiro, R. Maria Quitéria, 281, Centro
Salvador: IAT – Estrada das Muriçocas, s/n – São Marcos.
Paulo Afonso: Auditório do CTDA/UNEB. R. do Gongorra, s/n, Bairro: Alves de Souza

10 de outubro (quinta-feira), às 8h

Serrinha: Auditório do CETEP – Av. Araci s/n Cidade
Valença: Colégio Estadual Gentil Paraíso Martins – Rua Pedro Sanches, Graça.
Amargosa: CETEP – Qd 2 Estrada Amargosa Milagres – S/N.
Juazeiro: Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães – Rua João XXIII, Bairro João XXIII s/n.
Caetité: Avenida Professora Marlene Cerqueira, Centro Administrativo, prédio 03. Bairro Prisco Viana. Caetité-BA
Alagoinhas: CETEP – Rua Maria Feijó, Centro
Vitória da Conquista: Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães – Av. Luís Eduardo Magalhães, S/N – Candeias.
Senhor do Bonfim: Colégio Estadual senhor do Bonfim – Rua Floriano Peixoto, 150, Pd Centro.
Barreiras: CETEP – Av. ACM, n° 2600, Bairro – Flamengo

Fotos: Divulgação

Estudantes baianos tomam posse como deputados federais em Brasília

Seis estudantes baianos estão representando o Estado da Bahia, em Brasília, no Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) 2019. Eles estão entre os 78 alunos das redes pública e privada de todo o Brasil, que tomara posse e estão vivenciando, na prática, durante toda esta semana (de 23 a 27), o trabalho dos deputados federais. Nestes dias, eles estão elaborando projetos de leis e debatendo, na Câmara dos Deputados, temas de grande importância para o país.

Os estudantes que estão representando a Bahia são Adriele Barbosa, do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, localizado em Salvador; Adriele Lisboa, do Colégio Estadual Mario Teixeira de Freitas, também de Salvador; Igor dos Santos, do Colégio Estadual Ouro Negro, em Candeias; Maria Antonia Dezidério, do Colégio Militar de Salvador; Juliana Gomes, do Villa Campus de Educação, de Salvador; e Mariana Santos Gomes, do Colégio Sementes do Saber, localizado em Conceição do Almeida.

A estudante Maria Antonia Dezidério, do Colégio Militar de Salvador, foi eleita presidente do PJB e falou do significado deste momento. “Foi uma eleição muito difícil, porque o nosso partido contava com a minoria. Tínhamos 33 votos e precisávamos ganhar no discurso. Quando eu fiz o meu discurso, algumas pessoas que estavam em dúvida resolveram nos apoiar e fomos para 39 votos. Houve um empate e eu ganhei porque sou mais velha e as pessoas se sentiram representadas. A minha atuação nos próximos dias vai ser de defender as pautas que eu disse no meu discurso, de igualdade e sempre buscando um balanceamento entre as ideias. Espero ser uma boa presidente da Câmara”, afirmou.

O coordenador de Políticas para Juventude da Secretaria da Educação do Estado, Jocivaldo Bispo, que acompanha os estudantes em Brasília, falou sobre o significado da eleição de Maria Antônio e desta vivência no Parlamento para o grupo. “Para nós, a eleição de Maria Antônia coloca o Estado da Bahia em destaque nacional, visto que a qualidade do projeto e a qualidade da articulação dos seis jovens do Estado permitiram que a eleição de Maria Antônia, que começou quase perdida, fosse efetivada. Ela é uma mulher, jovens com 19 anos, nordestina, baiana e preta. Esta é a contribuição de debate e qualificação da política que o Estado da Bahia possibilita ao Brasil. Além disto, ela será presidenta durante um ano e empossará o próximo presidente do Parlamento Jovem Brasileiro em 2020”, afirmou.

Foto: Divulgação

Estudantes da rede estadual em toda a Bahia participam de avaliação de Língua Portuguesa e Matemática

As escolas estaduais da capital e do interior do Estado iniciaram, nesta terça-feira (24), a aplicação da avaliação de Língua Portuguesa e Matemática do Sistema de Avaliação Baiano de Educação (SABE) da Secretaria da Educação do Estrado (SEC), que segue até sexta (27). A prova SABE tem o objetivo de fortalecer o processo avaliativo nas unidades escolares, identificando indicadores pedagógicos que subsidiem a atuação da SEC e das escolas nos processos de aprendizagem dos estudantes. O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, conferiu de perto o primeiro dia de aplicação no Colégio Estadual Ruth Pacheco, localizado no bairro de Sussuarana, em Salvador.

A prova SABE baseia-se na prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), que é a prova nacional que gera o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Neste ano, o SAEB ocorrerá do dia 21 de outubro a 1° de novembro. O secretário Jerônimo Rodrigues falou da importância da avaliação para a melhoria dos índices da educação. “Visitei esta escola ao lado do Centro Administrativo da Bahia para celebrar, acompanhar e demonstrar com a nossa presença simbólica que  estamos muito alegres e queremos o empenho de todos nestes dias, para que a gente possa aplicar em toda a rede nossa, nas séries escolhidas, a avaliação externa, para em torno dela poder aperfeiçoar e adequar a nossa aprendizagem”, destacou.

A estudante Cauane Freitas, 16, 9º ano, estava ansiosa para fazer a avalição. “Através desta prova, terei como testar os meus conhecimentos e saber o que ainda terei que melhorar para conseguir ter um melhor aprendizado dos assuntos trabalhados nas duas disciplinas”, afirmou. Robert Silva, 16, também do 9º ano, estava confiante para responder as questões da avaliação. “Eu tenho a expectativa de fazer uma boa prova, pois venho tendo bons rendimentos nas duas disciplinas. Sei que esta avaliação vai contribuir muito para o nosso aprendizado”, revelou.

A diretora do colégio, Sandra Pitanga, também ressaltou de que forma a avaliação pode refletir positivamente no aprendizado dos estudantes. “Com a realização do SABE, a gente tem a oportunidade de preparar este alunado para a prova SAEB. É importante salientar que não é somente a aplicação de uma prova, pois é preciso que este instrumento tenha sido utilizado durante este percurso para saber até onde o aluno está e o que precisará ser feito para esta melhoria. Isso vai dar um feedback muito interessante para que a escola possa construir uma meta específica para que a gente consiga atingir o IDEB desejado”, pontuou. 

Fotos: Claudionor Jr