Colégio Odorico Tavares promove mostra sobre sustentabilidade

 

Os estudantes do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Odorico Tavares, localizado no Corredor da Vitória, em Salvador, promoveram, nesta quarta-feira (30), a mostra de arte socioambiental “CEOT VIVO: tecendo uma escola sustentável”. A atividade envolveu apresentações musicais, sarau, exposições fotográficas e plantio de mudas nos jardins da unidade e foi realizada  em parceria com o Coletivo de Ciências Humanas e estudantes do curso de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (UFBA).
Para a ação, oficinas de dança, teatro, poesia, jardinagem e horta urbana foram realizadas durante toda a II unidade. “O que queremos é resgatar no aluno o sentimento de pertencimento desse local, que cada um perceba que o colégio é dele. É isso que estamos trabalhando aqui, a formação socioambiental dos estudantes e, a partir disso, desenvolver ações de preservação dos espaços da unidade, contando com a participação de toda comunidade escolar”, explica a professora de sociologia, Maria Madalena Santos.
Cada sala promoveu uma atividade diferente para apresentar diferentes formas de cuidado e proteção do meio ambiente. A turma do estudante Gabriel Sampaio, 15 anos, construiu uma horta vertical, feita com garrafas pet e caixotes de madeira presos a cordas. A cada visita ao estande, os alunos explicavam como é fácil ter uma horta em casa. “Para a mostra, participamos das oficinas e fizemos o plantio de mamão, alface e outras hortaliças. Estamos aprendemos muito com este projeto, principalmente a cuidar do meio ambiente. Também estou conversando com a minha família e com os amigos sobre formas de sustentabilidade”, conta Gabriel.
A estudante Helena Nathália Ribeiro, 16 anos, ministrou oficinas de jardinagem e horta urbana para os colegas. “Achei muito interessante a ideia do projeto, então resolvi passar para os colegas o que sei sobre sustentabilidade. Nas oficinas, ensinei como criar uma horta vertical, como fazer a compostagem caseira e expliquei que muitas plantas podem ser cultivadas em casa.  É só ter os devidos cuidados. Também mostrei como é possível ensinar a família a cuidar da horta de casa”, finaliza.

Últimos dias de inscrição do concurso de vídeo sobre Educação para a Saúde

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia está com inscrições abertas até o dia 4 de setembro para o 3º Concurso de Vídeo Educativo – Educação para a Saúde. As inscrições devem ser feitas diretamente nas unidades escolares da rede estadual. Podem participar estudantes regularmente matriculados no Ensino Fundamental e/ou Médio e da Educação Profissional.

O objetivo da iniciativa é promover a reflexão sobre a temática entre os estudantes e professores e estimular ações de promoção à saúde e prevenção de doenças e agravos, direcionadas ao enfrentamento das vulnerabilidades dos estudantes, além da promoção de hábitos e atitudes saudáveis.

Os vídeos em curta-metragem, com até cinco minutos de duração, deverão ser elaborados a partir dos seguintes temas: Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST); Controle do Aedes aegypti e prevenção às arboviroses (Dengue, Chikungunya, Zika, entre outros); Prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas; Promoção à alimentação saudável; Promoção da Saúde Ambiental e o desenvolvimento sustentável; Promoção a cultura de paz; Livre, em que os estudantes, sob a orientação do professor, definem o subtema a ser trabalhado a partir do tema central (Educação para a Saúde) e não contemplado nos subtemas anteriores.

Os vídeos, que deverão ser produzidos nas unidades escolares ou em seu entorno, poderão ser feitos por meio de aparelhos celulares, tablets, máquinas fotográficas digitais ou filmadoras e gravados em CD ou DVD. A ação pedagógica é para ser realizada em dupla de alunos e orientada por um educador. Cada estudante autor e o professor orientador dos sete vídeos a serem selecionados receberão, cada um, um notebook, totalizando três aparelhos por trabalho. O resultado deverá ser divulgado no mês de novembro e a premiação está prevista para o mês de dezembro.

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação, Fábio Barbosa, fala sobre a importância do concurso. “A escola tem um papel fundamental na formação integral dos nossos estudantes. E trabalhar a temática da Saúde é o principal objetivo desta ação, que incentiva o protagonismo juvenil através de uma ferramenta que eles têm familiaridade, que é o audiovisual. A nossa expectativa é a de que as escolas pertencentes a todos os Núcleos Territoriais de Educação (NTE) participem”.

Todas as informações sobre o concurso estão disponíveis no Portal da Educação, através do link http://escolas.educacao.ba.gov.br/concursodevideos.

UNEB está com inscrições abertas para cursos de pós-graduação na modalidade à distância

A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) está com inscrições abertas, até o dia 4 de setembro, do processo seletivo para ingresso na pós-graduação Lato Sensu na modalidade à distância, em parceria com a Secretaria da Educação do Estado. São ofertadas 885 vagas para os cursos de Especialização em Gestão Pública; Gestão Pública Municipal; Gestão em Saúde; Educação à Distância; Interdisciplinar em Estudos Sociais e Humanidades e em Formação de Professores em Letras/LIBRAS, em conformidade com o Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB/CAPES/MEC). As inscrições são realizadas, exclusivamente, via internet, por meio do site: http://www.selecao.uneb.br/unebeadpos2017

De acordo com o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, a oferta desses

cursos vai ao encontro às ações adotadas pelo Estado da Bahia para o fortalecimento do eixo pedagógico nas escolas. “Esta é mais uma iniciativa voltada à formação de professores que atuam na rede estadual e também nas redes municipal de ensino, tendo como ponto fundamental o fortalecimento do eixo pedagógico nas escolas, na medida em que a pós-graduação amplia os conhecimentos dos professores. Eles, consequentemente, fazem esta devolutiva para as salas de aula, melhorando o seu desempenho profissional e também a qualidade da Educação”, afirmou.

A  homologação das inscrições será publicada no site www.campusvirtual.uneb.br, assim como o horário e polo onde os candidatos realizarão as provas, que estão previstas para o dia 23 de setembro, de acordo com o número de inscritos. O resultado final será divulgado a partir do dia 17 de outubro de 2017.

Acesse o edital com todas as informações no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

Secretaria da Educação promove concurso de vídeo sobre Educação para a Saúde

 

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia está com inscrições abertas até o dia 4 de setembro para o 3º Concurso de Vídeo Educativo – Educação para a Saúde. As inscrições devem ser feitas diretamente nas unidades escolares da rede estadual. Podem participar estudantes regularmente matriculados no Ensino Fundamental e/ou Médio e da Educação Profissional.

O objetivo da iniciativa é promover a reflexão sobre a temática entre os estudantes e professores e estimular ações de promoção à saúde e prevenção de doenças e agravos, direcionadas ao enfrentamento das vulnerabilidades dos estudantes, além da promoção de hábitos e atitudes saudáveis.

Os vídeos em curta-metragem, com até cinco minutos de duração, deverão ser elaborados a partir dos seguintes temas: Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST); Controle do Aedes aegypti e prevenção às arboviroses (Dengue, Chikungunya, Zika, entre outros); Prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas; Promoção à alimentação saudável; Promoção da Saúde Ambiental e o desenvolvimento sustentável; Promoção a cultura de paz; Livre, em que os estudantes, sob a orientação do professor, definem o subtema a ser trabalhado a partir do tema central (Educação para a Saúde) e não contemplado nos subtemas anteriores.

Os vídeos, que deverão ser produzidos nas unidades escolares ou em seu entorno, poderão ser feitos por meio de aparelhos celulares, tablets, máquinas fotográficas digitais ou filmadoras e gravados em CD ou DVD. A ação pedagógica é para ser realizada em dupla de alunos e orientada por um educador. Cada estudante autor e o professor orientador dos sete vídeos a serem selecionados receberão, cada um, um notebook, totalizando três aparelhos por trabalho. O resultado deverá ser divulgado no mês de novembro e a premiação está prevista para o mês de dezembro.

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação, Fábio Barbosa, fala sobre a importância do concurso. “A escola tem um papel fundamental na formação integral dos nossos estudantes. E trabalhar a temática da Saúde é o principal objetivo desta ação, que incentiva o protagonismo juvenil através de uma ferramenta que eles têm familiaridade, que é o audiovisual. A nossa expectativa é a de que as escolas pertencentes a todos os Núcleos Territoriais de Educação (NTE) participem”.

Todas as informações sobre o concurso estão disponíveis no Portal da Educação, através do link http://escolas.educacao.ba.gov.br/concursodevideos.

 

Cronograma de atividades do Concurso de Vídeo:          

- Até 4/9 – Realização dos trabalhos pedagógicos nas escolas para a produção dos vídeos educativos;

- De 5 a 13/9 – Seleção dos vídeos (um de cada subtema proposto no edital) que irão representar a unidade escolar;

– Até 22/9 – Envio ao Núcleo Territorial de Educação (NTE) dos trabalhos selecionados nas unidades escolares;

– De 25 a 29/9 – Formação das Comissões Territoriais e seleção dos vídeos que irão representar o NTE na etapa estadual;

- 02 de outubro de 2017: divulgação do resultado territorial pelo NTE;

– Até 4/10 –  Prazo final para a postagem dos vídeos selecionados pelos NTE à SEC/SUPED/DIREB/CEAS;

– Dias 8 e 9/11 – Seleção, pela comissão julgadora estadual, dos vídeos educativos (um para cada subtema) encaminhados pelos NTE;

– Dia 17/11 – Divulgação do resultado final do concurso, no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br);

– Dia 12/12 – Premiação dos vencedores

#GrafitaÊ preenche de arte urbana as escolas estaduais

 

A arte da grafitagem está cada vez mais presente no cotidiano escolar. Graças ao projeto #GrafitaÊ, movimento proposto pela Secretaria da Educação do Estado, os estudantes estão transformando diferentes espaços das unidades de ensino com desenhos temáticos relacionados com o seu cotidiano, como racismo, gênero, sexualidade, empreendedorismo, redes sociais, tecnologias e empoderamento juvenil. Nos colégios estaduais Antônio Balbino, em Ibipeba (a 412 km de Salvador) e Josevaldo Lima, no povoado Saco do Correio, em Serrinha (a 187 km da capital baiana), as intervenções do #GrafitaÊ chamam a atenção pela criatividade e beleza.
Por meio do #GrafitaÊ, os estudantes também demonstram como esta arte urbana está conectada com os conhecimentos gerados em sala de aula. Brenda Rocha, 13, 7ª série, do Colégio Estadual Antônio Balbino, fala do seu envolvimento com entusiasmo. “É muito legal participar desse projeto porque estimula a nos comunicarmos e expressarmos os nossos sentimentos e opiniões através de desenhos. Grafitei mãos de várias cores de pele, representando o combate ao racismo. Também fiz o símbolo da paz, o que é bem significativo para os tempos atuais. A nossa escola está mais bonita, mais colorida”, comemora.

O colega Elielton Oliveira, 13, 7ª série, também fala da sua experiência. “É uma iniciativa muito interessante porque nos leva a ser criativos e a trabalhar com temas que fazem parte do nosso dia a dia. Demos uma nova cara ao colégio e tivemos a contribuição do grafiteiro Renivaldo Cardoso, que realizou oficinas com a gente e nos passou a técnica”, conta.

No Colégio Estadual Josevaldo Lima, a estudante Samire de Lima, 17, 3º ano do Ensino Médio, revela que a sua escola ficou “ainda mais bonita do que já era” com o movimento #GrafitaÊ, que contou com a orientação da professora de Arte, Kelly Damasceno. “É uma atividade diferente, que estimula tanto os alunos que já sabem desenhar, como os que querem aprender. Tivemos oficinas com o grafiteiro Blot-MIR e, no final, colocamos a nossa cara nos muros da escola. Os desenhos transmitem os nossos sentimentos e nossas histórias de vida. Personalizamos o nosso ambiente escolar”, declara.

A diretora do Josevaldo Lima, Selma Mendonça, uma das maiores incentivadoras do projeto, fala da importância do #GrafitaÊ. “A ação é muito gratificante porque os alunos personalizam a escola através de imagens com as quais se identificam, bem como traduzem as suas inspirações e sentimentos por meio delas. Através da arte, eles mostram, sobretudo, sensibilidade e valorização pela vida humana, apropriando dos espaços que são deles e tornando o ambiente escolar ainda mais propício para o processo de ensino e aprendizagem. Quando eles veem as paredes pintadas com as suas obras se sentem muito orgulhosos e felizes, e o sentimento de pertencimento fica mais aflorado”, conta a gestora.

Secretaria mobiliza escolas para a segunda edição do #TransformaÊ

 

Com a finalidade de estimular a participação das escolas estaduais na segunda edição do #TransformaÊ, que acontecerá em 21 de setembro, a Secretaria da Educação do Estado promoveu, nesta sexta-feira (18), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), uma videoconferência sobre o evento, que este ano terá como tema “Tomando partido da escola”.  A atividade transmitida para as telessalas dos Núcleos Territoriais de Educação (NTEs), contou com a participação de professores, gestores escolares e coordenadores.

O #TransformaÊ é um movimento proposto pela Secretaria da Educação do Estado para a realização simultânea, durante 12 horas seguidas, de atividades culturais nas escolas da capital e interior do estado. A iniciativa conta com apresentações de projetos de arte, ciência, esporte e cultura, desenvolvidos nas escolas, que diversificam os saberes nos currículos escolares e garantem o direito dos estudantes ao conhecimento e à cultura.

O superintendente de Políticas para a Educação Básica, Ney Campello, ressaltou a importância do  #TransformaÊ para o protagonismo estudantil. “A nossa expectativa é que este evento consiga produzir um resultado significativo do ponto de vista da troca de experiências pedagógicas inovadoras na rede. A ideia do tema de tomar partido pela escola é entender o papel crítico e transformador que a escola tem e que se expressa no Projeto Político Pedagógico, que ela desenvolve na sua interação com a comunidade e o fomento a toda iniciativa de protagonismo da juventude”, explica

Segundo o diretor do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, Jener Freire, o #TransformaÊ é muito estimulante. “O #TransformaÊ traz o que a gente espera, que é a integração entre a comunidade e a escola. Além disso, tem a função de oportunizar que cada aluno mostre seu potencial cultural, artístico e profissional dentro da unidade escolar”, destaca.

Secretaria da Educação do Estado realiza encontro com 120 gestores escolares em Itaberaba

O fortalecimento do eixo pedagógico das escolas estaduais é um dos principais pontos abordados no encontro “Diálogo com Gestores”, que foi iniciado nesta quarta (16) e segue até amanhã (17), em Itaberaba, na região da Chapada Diamantina, a 286 km de Salvador. Nesta 8ª edição, o evento reúne 120 gestores, de 80 escolas e 47 municípios das áreas dos Núcleos Territoriais de Educação de Itaberaba (NTE 14), Macaúbas (NTE 12) e Seabra (NTE 03). A atividade faz parte de uma série de encontros que está sendo promovida pela Secretaria da Educação do Estado envolvendo todos os Territórios de Identidade da Bahia.
A atividade conta com as participações do secretário da Educação, Walter Pinheiro, além de superintendentes e técnicos do órgão central. Pinheiro disse que os diálogos têm contribuído para estreitar, ainda mais, a relação da Secretaria com os educadores em toda a Bahia. “Desde o momento em que assumi o cargo, a ideia era criar este vínculo com os gestores, que estão nas escolas e conhecem o dia a dia das unidades. Não adianta ter mestrado e doutorado sem nunca ter pisado na escola pública. As grandes expertises são dos diretores e professores que conhecem suas demandas e podem sinalizar quais as suas necessidades. Foi com esse contato que aprendi a verdadeira função e importância do gestor da unidade escolar,” contou.
O diretor Amauri Bezerra, do Colégio Estadual Centenário, em Itaberaba (NTE 14), falou da importância do evento para os educadores da região. “Em seis anos de gestão, esta é a primeira vez que posso estar em frente ao secretário para discutir demandas da escola. E esta oportunidade quebra aquela barreira do interior conseguir um contato mais próximo com a sede, já que por ofício às vezes não temos a resposta esperada,” disse.
Já a coordenadora pedagógica, Jane Angélica da Silva, do Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, em Boqueira (NTE 12), está entusiasmada com a meta da atual gestão de implantar coordenadores pedagógicos em todas as unidades escolares. “Ter como meta de política de governo implantar um coordenador pedagógico em cada escola é, de fato, é dar ao estudante o direito de aprender. É poder também dar condições para que a unidade promova uma ação pedagógica articulada e que, de fato, funcione. Este encontro, realmente, mostra que existe a necessidade de o secretário nos ouvir no chão da escola”, completou.
o Colégio Estadual Eurídes Santana, em Marcilnilio Souza (NTE 03), o diretor Everaldo Monteiro reafirma a necessidade do diálogo mais próximo com os gestores da Secretaria. “Acredito que falar com o secretário e a equipe diretamente pode diminuir a distância que existe entre o que precisamos e a resposta para essas demandas. Acredito que Pinheiro venha com uma nova perspectiva de soluções para nossas demandas como este encontro já demonstra”, concluiu.
Além de Itaberaba, o  “Diálogo com Gestores” já aconteceu em Salvador, com gestores da capital e da Região Metropolitana; em Alagoinhas (NTE 18), também com gestores de escolas dos núcleos de Ribeira do Pombal (NTE 17) e de Feira de Santana (NTE 19); em Barreiras (NTE 11), incluindo gestores de Bom Jesus da Lapa (NTE 02) e Santa Maria da Vitória (NTE 23); em Itabuna (NTE 05), com gestores das escolas dos núcleos de Teixeira de Freitas (NTE 7) e Eunápolis (NTE 27); em Juazeiro (NTE 10), incluindo gestores de Irecê (NTE 01), Jacobina (NTE 16) e Senhor do Bonfim (NTE25); e em Feira de Santana (NTE 19), incluindo gestores escolares de Serrinha (NTE 04) e Ipirá (NTE 15). A próxima edição será em Vitória da Conquista (NTE 20), envolvendo gestores de Caetité (NTE 13), Itapetinga (NTE 08) e Jequié (NTE 22).

Estado amplia acesso à bolsa permanência para professores prestes a se aposentar

Os professores que possuem os requisitos para a aposentaria, mas que desejam permanecer em atividade, podem requerer, a qualquer tempo, o benefício da Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe, implementada pela Lei n° 13.595/2016. A medida é baseada em portaria publicada pela Secretaria da Educação, no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (16). Aqueles que optarem pela bolsa e decidirem continuar lecionando recebem valores de R$ 800, para carga horária de 20h, e de R$ 1.600, para 40 horas. A vigência do recebimento da bolsa é a partir da data da publicação do ato de concessão.

“A Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe é uma iniciativa que reflete os esforços empreendidos pelo Governo do Estado para melhorar a educação pública. Afinal, estamos tratando de professores com larga experiência, profissionais que dedicaram suas vidas à escola e que, portanto, podem optar em continuar contribuindo com a educação e com a formação dos nossos estudantes”, comentou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Dentre os requisitos para ser beneficiado, o professor precisa ter completado as exigências para a aposentadoria voluntária nos termos da Lei nº 11.357/2009; estar lotado em uma unidade escolar e ter optado por permanecer em efetiva regência de classe. A Bolsa de Estímulo à Permanência será paga pela Secretaria da Educação do Estado mensalmente e, exclusivamente, durante o ano letivo, e serão levadas em consideração áreas do conhecimento em que haja carência de docentes na rede estadual.

Os professores poderão dar entrada na solicitação do benefício se dirigindo ao SAC Educação, em Salvador e Feira de Santana, ou no Núcleo Territorial de Educação (NTE) vinculado à sua escola. Na etapa seguinte, o setor de Recursos Humanos da Secretaria da Educação apreciará os pedidos para a publicação dos contemplados, por meio do Diário Oficial do Estado.

Rui anuncia concurso com 3,4 mil vagas para professores e coordenadores pedagógicos

Em reunião com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB), nesta segunda-feira (14), na Governadoria, o governador Rui Costa anunciou detalhes sobre concurso público para contratação de 2.796 professores e 664 coordenadores pedagógicos. As vagas do certame serão municipalizadas e distribuídas por 365 cidades baianas. O Governo do Estado também aumentou para 70% o percentual de gratificação por Condições Especiais de Trabalho (CET) de todos os diretores escolares da rede de ensino. Ainda como resultado da reunião com a APLB, o governador autorizou a ampliação da jornada de trabalho para aqueles educadores que trabalham 20h semanais e desejam passar para o regime de 40h, recebendo o dobro do salário.
“A reunião foi muito positiva. Conversamos sobre os pleitos, as demandas dos professores, e saímos com boas notícias. O concurso, que terá um total de 3.460 vagas, será publicado em, no máximo, 60 dias. Além disso, anunciamos a incorporação para 1.078 professores da ampliação da jornada de trabalho, de 20h para 40h semanais. E, cumprindo um compromisso meu, também aumentaremos a remuneração de diretores de escola. Marquei uma nova reunião com a APLB para a segunda quinzena de setembro, quando conversaremos sobre o restante da pauta, com as promoções dos reajustes que vamos praticar ainda este ano, em função dos cálculos que estamos fazendo pra dar garantias que possamos fazer melhoria salarial associada à segurança, tanto dos aposentados, quanto dos professores da ativa”, afirmou Rui Costa.
Segundo o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, o governador está apostando firmemente na mudança pedagógica e no apoio à escola. “Além das vagas oferecidas no concurso, estamos aumentando a carga horária de 262 coordenadores pedagógicos de 20 para 40 horas semanais com o objetivo de cobrir a totalidade de nossas escolas com coordenação pedagógica. Os novos professores também vão trabalhar num regime de 40 horas, o que possibilita uma maior interação e ambientação do professor com a escola, e consequentemente uma melhora do trabalho que é feito”, explicou.
Os concursos para os educadores e o aumento de carga horária têm o objetivo de suprir a vacância deixada pelo grande volume de aposentadorias e garantir a prestação dos serviços da rede pública de ensino, composta por 1.297 unidades escolares.
A abertura dos certames e a concessão de aumento de carga horária remunerada foram possíveis em função de o Estado ter saído do limite prudencial com gastos de pessoal, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A Secretaria da Administração do Estado (Saeb) está em fase de preparação dos editais.
As 2.796 vagas abertas para professores do ensino médio e fundamental vão gerar um impacto de R$ 117,6 milhões, a partir de janeiro de 2018. As vagas serão para professores do magistério público com carga de 40 horas semanais. Já com as 664 vagas de coordenadores pedagógicos, o Governo terá uma despesa com custeio de R$ 29,4 milhões, no exercício 2018.
De acordo com o presidente da APLB, Rui Oliveira, a reunião foi proveitosa. “Decidimos pontos importantes com o governador, que figuram como uma grande vitória do movimento sindical.  Vamos continuar discutindo sobre promoções e outras questões em outro encontro que já deixamos marcado”.
Carga horária
O Governo vai abrir processo para a ampliação de carga horária de 816 professores do ensino fundamental e médio. O acréscimo dos gastos com ampliação da carga horária será de 29,4 milhões no exercício de 2018. Os processos de aumento da carga horária devem ser solicitados individualmente pelos interessados e estarão condicionados à existência de vaga no quadro de magistério público estadual, além da observância dos critérios previstos no Estatuto do Magistério.
Também foram abertas 262 vagas para aumento de carga horária de coordenadores pedagógicos. Eles vão sair de uma carga de 20 horas para 40 horas semanais. A medida teve entendimento favorável da Procuradoria Geral do Estado (PGE), em função de suprir a vacância de aposentados, exonerados e falecimentos.
Bolsa Permanência
A Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe é outra medida do Governo do Estado para garantir a boa prestação dos serviços da rede pública de ensino, em função da grande quantidade de aposentadorias de educadores.
Em dezembro de 2016, a administração estadual abriu três mil vagas da bolsa para professores que já possuem os requisitos para aposentaria, mas que desejam permanecer em atividade. Aqueles que optarem pela bolsa e decidirem continuar lecionando recebem valores entre R$ 800 e R$ 1,6 mil, dependendo se a carga horária é de 20 ou 40 horas.

Segundo o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, o governador está apostando firmemente na mudança pedagógica e no apoio à escola. “Além das vagas oferecidas no concurso, estamos aumentando a carga horária de 262 coordenadores pedagógicos de 20 para 40 horas semanais com o objetivo de cobrir a totalidade de nossas escolas com coordenação pedagógica. Os novos professores também vão trabalhar num regime de 40 horas, o que possibilita uma maior interação e ambientação do professor com a escola, e consequentemente uma melhora do trabalho que é feito”, explicou.

Estudantes baianos apresentam robô anti-bomba na Campus party

 

 

 

A primeira edição da Campus Party Bahia mostrou o que os baianos estão produzindo de tecnologia no estado. Quatro estudantes do terceiro ano do Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia, Informação e Comunicação de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador criaram um robô anti-bombas.

Com apenas oito dias para terminar parte do projeto para apresentar no evento, eles conseguiram criar um robô que é capaz de fazer o deslocamento de objetos suspeitos com artefatos explosivos.

Segundo o grupo de criadores, a primeira fase para a execução do robô custou três mil reais que foi financiada por patrocinadores no município. Um robô importado para este tipo de serviço custa mais de duzentos mil dólares. “É a primeira vez que participamos de um evento de tecnologia tão grande e a experiência tem sido muito positiva. No futuro, queremos que o robô desarme bombas.”, conta Tiago Souza, de 17 anos.