5º Encontro Estudantil – Saúde pública é tema de debate no Palco Professor Publicado em qua, 22/11/2017 – 16:12 por Ascom Palavras-chave: 5º Encontro Estudantil

 

O desenvolvimento de ações ligadas à saúde pública na Educação foi debatido por representantes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-BA) e da Secretaria da Saúde no segundo dia do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, ocorrido nesta quarta-feira (22), na Arena Fonte Nova. Presente ao debate, o secretário da Educação, Walter Pinheiro, destacou que diversos projetos de iniciação científica são desenvolvidos por estudantes, muitos deles sendo apresentados para a sociedade neste encontro.

“São projetos muito bem desenvolvidos e muitos deles buscam soluções para a área de Saúde de cada localidade onde a escola se insere”, destacou Pinheiro, ao complementar que a Secretaria está buscando, cada vez mais, incentivar os estudantes a desenvolverem seus projetos de pesquisa. “Ciência tem que ser na sala de aula e não da secretaria para a escola. A pedagogia também tem que estar dentro da escola, assim como os projetos estruturantes”, disse.

Um dos projetos citados por Pinheiro foi desenvolvido por duas adolescentes, alunas do 2º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Geovânia Nogueira Nunes, no município de Itatim. Cristiana Aparecida Couto e Noemy de Souza Queiroz, que estão participando do encontro, desenvolveram experiências científicas com o eucalipto e a erva-cidreira e descobriram que o extrato dos vegetais é capaz de eliminar as larvas do mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão das epidemias dengue, zika e chikungunya.

Uma das palestrantes foi a pesquisadora em Saúde Pública da Fiocruz, Nelzair Araújo Vianna, que ressaltou o trabalho desenvolvido pela fundação junto aos jovens. “Este evento é de suma importância para desenvolver ciência e tecnologia no nosso estado. É a partir de ideias de jovens que é possível desenvolver produtos interessantes no mercado. Isso, quando envolve também a Educação, eu acho que é um casamento perfeito. A Fiocruz vem estimulando a implementação de projetos pelos estudantes e professores. Além disso, recentemente fizemos um curso de especialização em biociências e ensino, capacitando professores da rede pública para trabalhar com ciências e desenvolver a ciência cidadã”, disse.

Já Cristian Leal, da Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental do Estado da Bahia, destacou o caráter inovador do debate. “Acho que este debate hoje aqui no encontro estudantil é uma iniciativa inovadora e com isso a Secretaria mostra o potencial dos alunos estarem fazendo parte da ciência, tecnologia e inovação”, destacou.

Projetos dos estudantes chamam a atenção pela inovação, tecnologias e baixo custo

As estudantes Sanara Santos, 17, e Esther Oliveira, 18, ambas do 3º ano do Colégio Estadual José Sá Nunes, em Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano, trouxeram para a 6ª Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA) o inusitado projeto de iniciação científica batizado de “Nomofobia: cuidado com o vício em celular ”, uma doença atual, definida como medo de ficar sem o aparelho. Esta e outras tantas experiências se espalham entre os 240 estandes da 6ª FECIBA, que está acontecendo dentro do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, em seu segundo dia. O evento prossegue até quinta-feira (23), na Arena Fonte Nova, em Salvador, das 8h às 18h, com acesso gratuito para o público em geral.

Samara e Esther explicam que a ideia de levar o tema para dentro da escola surgiu a partir da observação da quantidade de pessoas em sua volta que não desgrudam do celular, por um instante. “Daí fomos pesquisar e descobrimos que a situação já é considerada um transtorno e não pode ser ignorado, pois traz consequências perigosas para a saúde, como medo, ansiedade, estresse e ataques de pânico”, enfatiza Samara. Esther completa que a dependência psicopatológica, como já é considerada, pode ter como causas a baixa autoestima e dificuldades nos relacionamentos sociais. “A oportunidade de estarmos aqui interagindo com colegas, professores e visitantes em geral é uma experiência maravilhosa que vamos levar para a vida toda”, completa Samara.

Outro projeto que está despertando a curiosidade de estudantes, educadores e público em geral do Encontro Estudantil é o “Damas na Ciência”, das estudantes Thainá Malaquias Andrade e Ana Valéria da Cruz, do 3º ano do Colégio Estadual Aldemiro Villas Boas, no município de São Miguel das Matas, no Recôncavo Baiano. “Nosso objetivo, com este projeto, foi mostrar a evolução da inserção da mulher no campo científico, nas últimas décadas. Mas a gente sabe que essa participação não tem sido suficiente para colocá-la em um patamar satisfatório e condizente com este avanço”, explica Thainá, contando que está feliz com as visitas de professores mestrandos e doutorandos no seu estande, interessados em conhecer o projeto, que envolveu questionário, exposição, jogo, histórias ilustrativas e a criação do blog (http:// damasnaciencia.blogspot.com.br). A estudante Bruna Palmeira, do município de Poções, também visitou o estante. “Achei superinteressante porque não sabia que havia tantas mulheres cientistas”.

>> Clique aqui çpara ver todas as fotos
>> Veja toda a programação
O projeto “Eco Gerador de LED”, protagonizado pelos estudantes Carlos Daniel Almeida, 15, e William Leal, 17, do 1º ano do Colégio Estadual Nossa Senhora Auxiliadora, do município de Uauá, também causou manifestações positivas do público visitante. “Muito interessante esta invenção dos meninos, feita com material de baixo custo capaz de transformar a energia eólica em elétrica”, elogiou o professor Marcelo Nascimento, em visita ao estande. Os alunos participam do Encontro Estudantil e falam da experiência. “Estamos muito felizes de poder mostrar um projeto ecológico, criado para diminuir o uso de energia elétrica, utilizando materiais recicláveis com um bom índice no potencial de energia. A interatividade que estamos tendo durante o encontro e a oportunidade de conversar com mestres que trazem ideias para aprimorar o nosso invento estão sendo, também, uma experiência maravilhosa”, disse William.

FECIBA
A Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia reúne trabalhos finalistas selecionados após seletivas escolares e territoriais, realizadas durante o ano letivo. São experimentos e produções científicas que tratam de temas de relevância social, com foco em questões como inovação tecnológica, meio ambiente, sustentabilidade, empreendedorismo, saúde e bem-estar. A FECIBA faz parte do Programa Ciência na Escola, uma ação estratégica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia que visa cujo objetivo de promover o processo de Educação Científica e Empreendedora para professores e estudantes da Educação Básica.

5º Encontro Estudantil – Estudantes emocionam o público com a arte da literatura

Com muita desenvoltura no palco e habilidades de interpretação textual, os estudantes apresentaram as suas obras literárias durante o 8º Sarau do projeto Tempos de Arte Literária (TAL), que integra a programação do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, até esta quinta-feira (23), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Os textos de diferentes gêneros literários como poemas, poesias, cordéis, contos e prosas emocionaram o público presente, composto por estudantes, professores, artistas e avaliadores de áreas como Linguagens e Comunicação.

Caracterizados como Lampião e Maria Bonita, os estudantes Alice Dantas, 15 anos, e Abraão Coelho, 14, do 1º ano do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, localizado em Santa Inês, interpretaram o texto em cordel de suas autorias intitulado “Nordestinidade”. “O nosso texto fala da identidade do Nordeste ao abordarmos sobre os poetas, cantores, sobre a discriminação com os nordestinos, as piadas, ou seja, um pouco de tudo que se relaciona com essa região do Brasil”, informa.

O estudante Felipe Ferreira, 20, que concluiu o Ensino Médio no Colégio Estadual de Planalto, situado em Planalto, declamou sua poesia “O canto de um autista! Estrelando: polifonia e partituras do meu viver!!!”. “Essa poesia surgiu através do convívio com um amigo autista na escola, no qual trago o autismo em um tom poético, pois os autistas são pessoas muito especiais e que nos inspiram sempre”, afirma.

Jabson Costa Santos, 18, 3º ano do Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, localizado em Mirante, interpretou o cordel de sua autoria intitulado “Aos trancos e barrancos pro meu Nordeste eu voltei”. Ele revela que ficou surpreso com o resultado. “Ser um dos cinco selecionados na final do TAL é um mérito da minha cidade porque a inspiração vem da cultura do vaqueiro e estou muito feliz por essa conquista”, comemora.

Quem também não esconde a satisfação em ter sua obra selecionada é Maria Joana Santana Barreto, 17, do Colégio Estadual Nossa Senhora das Graças, localizado em Araci, que interpretou o seu cordel “Brasil de dentro”. “Estou muito contente de ter tido a oportunidade de mostrar a minha visão de mundo para as pessoas através de meu texto e ser selecionada entre tantos estudantes talentosos de várias cidades da Bahia é maravilhoso e de uma grande satisfação”, diz emocionada.

>> Cique aqui para ver todas as fotos
>> Veja a programação completaPara o ex-estudante da rede estadual e premiado no TAL em 2015, com o texto “Trem Poético”, Marcos Vitor Ribeiro, 20, de Licínio de Almeida, voltar a participar do sarau no Encontro Estudantil foi emocionante. “Sinto-me muito horado em ser jurado de um projeto que ajudou a evidenciar o meu talento com a poesia. Ver os estudantes se apresentando, passou um filme na minha cabeça da época em que eu também estive no palco, assim como eles. Em relação aos textos dos estudantes, eles são potentes e muito bons”, destaca.

A compositora e jornalista graduada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Rita Tavares, diz que ficou encantada com o nível das obras literárias apresentadas no sarau. “É surpreendente a qualidade das estruturas, temáticas e abordagens dos temas muito interessantes, além das interpretações que dão vida aos textos que, por si só, também expressam o que está escrito. Esse projeto é muito válido, pois serve de estímulo à cultura”, expressa a jurada.

Confira a lista dos estudantes selecionados:

– Aos trancos e barrancos pro meu Nordeste eu voltei – Jabson Costa Santo (autor e intérprete), 16 anos, 2º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Luis Eduardo Magalhães, Mirante, NTE 20 – Vitória da Conquista.

– Brasil de dentro – Maria Joana Santana Barreto (autora e intérprete), 15 anos, 2º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Nossa Senhora das Graças, Araci, NTE 04 – Serrinha.

– Reflexos – Henrique Silva do Rosário (autor e intérprete), 18 anos, 3º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Homero Pires, Prado, NTE 07 – Teixeira de Freitas.

– Minha primeira crônica – Allana Santos Reis (autora e intérprete), 14 anos, 9º ano do Ensino Fundamental, Colégio Estadual Eduardo Fróes da Motta, Feira de Santana, NTE 19 – Feira de Santana.

– Reflexos – Henrique Silva do Rosário (autor e intérprete), 18 anos, 3º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Homero Pires, Prado, NTE 07 – Teixeira de Freitas.

Plataforma Anísio Teixeira, com mais de 6,5 mil conteúdos digitais educacionais, é apresentada no 5º Encontro Estudantil

Os estudantes e professores da rede estadual contam com mais uma ferramenta que contribui com o processo de ensino e aprendizagem. Trata-se da nova Plataforma Anísio Teixeira, que reúne mais de 6.500 mídias educacionais e cursos On-line, disponibilizados pela Secretaria da Educação do Estado no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). A novidade foi apresentada, nesta terça-feira (21), como parte das ações do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, que acontece até esta quinta-feira (23), na Arena Fonte Nova. O Encontro reúne mais de 4 mil estudantes expositores, que apresentam projetos de arte, cultura, ciência, esporte, empreendedorismo, tecnologia e inovação desenvolvidos nas salas de aula, para promover o protagonismo estudantil e dinamizar o ambiente escolar.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, que esteve durante todo o dia no Encontro Estudantil interagindo com os estudantes, professores e gestores, participou da apresentação da Plataforma Anísio Teixeira. Pinheiro falou sobre a importância desta ferramenta. “Todos os projetos que estão sendo apresentados neste Encontro refletem as ações que estamos implementando para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. A plataforma Anísio Teixeira é mais uma ferramenta que potencializa o ensino e a aprendizagem, por meio de todos os recursos que oferece e o mais importante é que este é um projeto desenvolvido pelos nossos professores da rede estadual”, destacou.
Pinheiro destacou o fato da Plataforma ser criada a partir de softwares livres e lembrou da época em que foi Deputado Federal, quando apresentou um projeto de Lei para que a esfera pública estimule o uso de softwares livres no Brasil, em 1999. Lembrou ainda que direcionou a primeira emenda parlamentar para o Parque Tecnológico de Salvador, em 2001. “O Parque só foi inaugurado em 2012, pelo governador Jaques Wagner. Salvador veio perdendo sua vocação econômica e nós defendemos a área de Tecnologia da Informação como indutora na geração de emprego”, disse. Segundo Pinheiro, o desafio pautado para a Educação é fazer com que o conteúdo da Plataforma chegue em todas escolas e destacou o trabalho que vem sendo tocado para que cada unidade escolar tenha acesso a banda larga até o final de 2018.
A Plataforma Anísio Teixeira foi desenvolvida por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e apresenta como tema “Feito pela comunidade escolar, para a comunidade escolar”. Entre os conteúdos disponibilizados estão o canal da TV Anísio Teixeira, aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec), um Blog da Rede e aplicativos educacionais. Todo o conteúdo possui licença livre, para que professores e estudantes possam ter acesso a novas formas de aprender, ensinar, construir e compartilhar conhecimentos em rede.
Rede Anísio Teixeira – Visando fortalecer a escola pública como um espaço de apropriações tecnológicas pela sua comunidade e fomentar a realização de práticas de ensino e aprendizagem inovadoras, o IAT, por meio do Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais da rede pública estadual de ensino da Bahia – Rede Anísio Teixeira, desenvolve desde 2008 ações de formação, produção e compartilhamento de Mídias e Tecnologias Educacionais Livres com professores e estudantes das escolas públicas estaduais.

Rui e Pinheiro participam do 5º Encontro Estudantil na Arena Fonte Nova

A Arena Fonte Nova irá se transformar, a partir desta terça-feira (21) até quinta-feira (23) em um grandioso palco para a exposição de projetos de arte, cultura, envolvendo dança, teatro, cinema, canto-coral, música, artes visuais, e também projetos de esporte, ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo, que foram desenvolvidos por estudantes das escolas estaduais. Trata-se do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, que será aberto às 9h, pelo Governador Rui Costa, acompanhado pelo secretário da Educação, Walter Pinheiro, no Salão das Artes, no nível 6, da Arena Fonte Nova. No evento, Rui realiza a entrega simbólica de 660 instrumentos musicais para 34 fanfarras de colégios estaduais apoiadas pelo Neojiba, duas unidades da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) e quatro núcleos do Neojiba.

Com espaços personalizados, estandes, palcos e até uma quadra de esportes, o encontro irá reunir mais de quatro mil estudantes expositores, de várias partes da Bahia. O evento será gratuito e aberto à participação do público em geral, a partir das 8h. Além de poder conhecer e prestigiar a arte, a inovação e as tecnologias sociais produzidas pelos estudantes, os visitantes também poderão interagir e participar diretamente das experiências como o Simulador de Voo, a Caixa Preta e, ainda, acompanhar competições de robótica, apresentações de corais, palestras, fanfarras escolares, jogos escolares, apresentações de dança, de canto coral, de música e contação de histórias.
Projetos – As criações estudantis desenvolvidas nas escolas ao longo do ano letivo de 2016 serão apresentadas durante o 5º Encontro Estudantil, nas finais do 9º Festival Anual da Canção Estudantil (Face), 9ª Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), 8º Sarau do projeto Tempos de Arte Literária (TAL), 5ª Mostra das Aventuras Patrimoniais (EPA), 4ª Mostra de Vídeos Estudantis (Prove), 3ª Mostra de Dança Estudantil (Dance) e 3ª Mostra de Canto Coral Estudantil (Encante) e o 1º Festival Estudantil de Teatro (FESTE).
O Encontro envolverá ainda a Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA) e os festivais de judô, xadrez, capoeira e rugbyb, além de basquetebol especial, voleibol, futsal, handebol, basquete e vôlei, dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP). O encontro contará, ainda, com a Feira de Tecnologias Sociais da rede Estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia: território e intervenção social e com o Espaço Professor/Empreendedor.  A atividade inclui a tenda digital, além de Simulador de Voo, competições de Robótica e a Caixa Preta, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura.
Na programação, ainda, constam o segundo Encontro Estadual de Líderes de Classe, Exposição dos 10 anos do programa Todos pela Alfabetização (TOPA), contação de histórias, oficinas indígenas, apresentação de fanfarra e Transmissão do evento, ao vivo, para os estudantes das telesalas de aula do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC). A atividade marcará, ainda, os lançamentos da Plataforma Anísio Teixeira e do Programa ‘Nas Ondas da Rede’ da Rádio Anísio Teixeira, a realização de palestras sobre a vida e obra de Anísio Teixeira, bem como de apresentações sobre o Instituto Anísio Teixeira e centros de formação de profissionais da Educação do país.

Estudantes de toda a Bahia participam a partir de amanhã do 5º Encontro Estudantil

 

A Arena Fonte Nova irá se transformar, a partir desta terça-feira (21) até quinta-feira (23) em um grandioso palco para a exposição de projetos de arte, cultura, envolvendo dança, teatro, cinema, canto-coral, música, artes visuais, e também projetos de esporte, ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo, que foram desenvolvidos por estudantes das escolas estaduais. Trata-se do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, que será aberto às 9h, no Salão das Artes, no nível 6, da Arena Fonte Nova.

>> Clique aqui para ver toda a programação do Encontro Estudantil

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, disse que o Encontro Estudantil reflete as políticas públicas implementadas pelo Governo do Estado da Bahia, que contribuem para uma escola mais dinâmica. “O Estado vem investindo pelo fortalecimento pedagógico nas escolas e o Encontro Estudantil é um reflexo destas ações, que promovem o protagonismo dos nossos estudantes, por meio dos projetos capitaneados pelos professores em sala de aula”, afirmou.

Com espaços personalizados, estandes, palcos e até uma quadra de esportes, o encontro irá reunir mais de quatro mil estudantes expositores, de várias partes da Bahia. O evento será gratuito e aberto à participação do público em geral, das 8h às 18h. Além de poder conhecer e prestigiar a arte, a inovação e as tecnologias sociais produzidas pelos estudantes, os visitantes também poderão interagir e participar diretamente das experiências como o Simulador de Voo, a Caixa Preta e, ainda, acompanhar competições de robótica, apresentações de corais, palestras, fanfarras escolares, jogos escolares, apresentações de dança, de canto coral, de música e contação de histórias.

Projetos
As criações estudantis desenvolvidas nas escolas ao longo do ano letivo de 2016 serão apresentadas durante o 5º Encontro Estudantil, nas finais do 9º Festival Anual da Canção Estudantil (Face), 9ª Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), 8º Sarau do projeto Tempos de Arte Literária (TAL), 5ª Mostra das Aventuras Patrimoniais (EPA), 4ª Mostra de Vídeos Estudantis (Prove), 3ª Mostra de Dança Estudantil (Dance) e 3ª Mostra de Canto Coral Estudantil (Encante) e o 1º Festival Estudantil de Teatro (FESTE).

O Encontro envolverá ainda a Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA) e os festivais de judô, xadrez, capoeira e rugbyb, além de basquetebol especial, voleibol, futsal, handebol, basquete e vôlei, dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP). O encontro contará, ainda, com a Feira de Tecnologias Sociais da rede Estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia: território e intervenção social e com o Espaço Professor/Empreendedor.  A atividade inclui a tenda digital, além de Simulador de Voo, competições de Robótica e a Caixa Preta, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura.

Na programação, ainda, constam o segundo Encontro Estadual de Líderes de Classe, Exposição dos 10 anos do programa Todos pela Alfabetização (TOPA), contação de histórias, oficinas indígenas, apresentação de fanfarra e Transmissão do evento, ao vivo, para os estudantes das telesalas de aula do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC). A atividade marcará, ainda, os lançamentos da Plataforma Anísio Teixeira e do Programa ‘Nas Ondas da Rede’ da Rádio Anísio Teixeira, a realização de palestras sobre a vida e obra de Anísio Teixeira, bem como de apresentações sobre o Instituto Anísio Teixeira e centros de formação de profissionais da Educação do país.

Secretaria da Educação do Estado realiza matrícula para os cursos do PRONATEC

A Secretaria da Educação do Estado realiza, até sexta-feira (17), a matrícula para os cursos de qualificação pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC). Foram ofertadas 2.455 vagas para a capital e interior do Estado.  Para fazer a matrícula, os contemplados, via sorteio eletrônico, devem se dirigir aos Centros de Educação Profissional ou unidades compartilhadas  da rede estadual para os quais se inscreveram.

No ato da matrícula serão exigidas cópias de CPF, RG, comprovante de residência, atestado de escolaridade ou histórico escolar e comprovante de conta corrente de qualquer banco ou conta fácil do Banco do Brasil, aberta em nome do estudante. O programa prevê o pagamento de auxílio transporte e alimentação de R$ 15 por dia frequente, sendo realizado o cálculo ao final de cada mês. A aula inaugural está programada para o dia 20 de novembro.

Os cursos, da modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), são voltados para estudantes dos Ensinos Fundamental I e II (completo e incompleto) e Médio (completo e incompleto), além de pessoas que já fizeram outros cursos pelo PRONATEC, a exemplo de trabalhadores e mulheres em estado de vulnerabilidade.

As vagas estão distribuídas nos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhas da rede estadual localizados nas cidades de Capim Grosso, Ipirá, Riachão do Jacuípe, Gandu, Valença, Ilhéus, Itabuna, Camaçari, Candeias, Dias D´avila, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Pojuca, Salvador, Juazeiro, São Domingos, Serrinha e Bom Jesus da Lapa.

Estudantes irão expor 94 obras de artes visuais na Arena Fonte Nova

As experiências criativas dos estudantes da rede estadual retratadas em 94 obras estarão expostas na 9ª Mostra de Artes Visuais Estudantis (AVE), dentro do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, de 21 a 23/11, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), que irão apresentar, ainda, projetos de ciência, esporte, cultura, empreendedorismo, inovação, tecnologia e de intervenções sociais.

Pelo AVE, o público visitante poderá conferir quadros, através dos quais os alunos revelam a sua percepção de mundo – seja pela vida cultural, social, política ou religiosa – que os cerca. Este projeto tem o objetivo de estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a va­lo­ri­zação das ex­pres­sões cul­tu­rais re­gi­o­nais, visando a am­pli­ação do co­nhe­ci­mento. Os estudantes que irão expor no Encontro Estudantil passaram por seletivas escolares e territoriais, durante o ano letivo de 2016.

A coordenadora de Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre, destaca o valor das obras finalistas do AVE. “Os nossos artistas apresentam autorretratos de sua vida estudantil, bem como revelam sua visão de mundo sobre tudo ao seu redor. Não há nada na natureza e na sociedade que escape da sensibilidade deles e eles apreendem o mundo em em preto e branco e em traços coloridos, mostrando a multidisciplinaridade da vida cultura e artística em pinturas que realçam temas diversos”.

Temáticas – Por caminhos distintos e usos de técnicas variadas, acrescenta a coordenadora, os estudantes, independente da linguagem artística, abordam a complexidade e a diversidade da vida cultural, retratando a beleza do mundo oriunda da natureza (o mar, os rios, o sol, as matas, as flores, as aves, as borboletas) e do cotidiano da vida social, das expressões de lugares reais e imaginários, do ambiente escolar e do mundo do conhecimento e das expressões e manifestações culturais (negros, índios, mestiços, mulher, corpo e sedução).

 

Temas como a seca do Nordeste; o desmatamento; a violência contra a mulher, a temporalidade como expressão de vida; as diferenças sociais; a importância da leitura e a liberdade, em uma releitura nas artes visuais de Navio Negreiro, em comemoração aos 170 anos de Castro Alves, entre outros tantos, estarão estampados nos quadros de autoria dos estudantes, no Nivel 6 da Arena, durante o encontro.

 

Artes visuais – Criado em 2008, o Artes Vi­suais Es­tu­dantis (AVE) trata de um pro­jeto pi­o­neiro da Secretaria da Educação do Estado, de ca­ráter edu­ca­tivo, ar­tís­tico e cul­tural, en­volvendo es­tu­dantes do 6º ano do En­sino Fun­da­mental ao 3º ano do En­sino Médio e equi­va­lentes (Edu­cação de Jo­vens e Adultos – EJA, En­sino Normal e Tec­no­ló­gico) da rede es­ta­dual, além de pro­fes­sores de Língua Por­tu­guesa, Arte e dis­ci­plinas afins, co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos, di­re­tores das es­colas e dos Nú­cleos Ter­ri­to­riais de Edu­cação (NTE) e téc­nicos da Se­cre­taria.

 

Reforma do Ensino Médio será discutida em Seminários Territoriais. Veja a programação

Com o objetivo de ampliar o debate e a escuta com a comunidade educacional baiana, atendendo à pauta nacional sobre o Ensino Médio, a Secretaria da Educação do Estado promoverá, durante os meses de novembro e dezembro, o 1º Ciclo de Seminários Territoriais: “Ensino Médio em debate”, agregando os 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE).  A primeira edição da série começa, nesta segunda-feira (13), em Paulo Afonso (NTE 24), a 434Km de Salvador, no Vale do São Francisco.

Ainda na semana que vem, o seminário será realizado, na terça-feira (14), em Valença (NTE 6) e em Santo Antônio de Jesus (NTE 21).  Em Paulo Afonso, o seminário acontecerá, das 8h às 16h, no auditório do Memorial da Chesf. Em Valença, o seminário será no Colégio Estadual Gentil Paraíso Martins e em Santo Antônio de Jesus, no Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes.

Na programação, constam mesas redondas voltadas para as temáticas em torno da reforma do Ensino Médio e um bate-papo sobre os desafios das “Novas Arquiteturas Curriculares para o Ensino Médio”. A ação visa, ainda, dar continuidade às discussões que vêm sendo desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado, desde 2016, sobre os cenários da política educacional do Ensino Médio de modo territorializado. O que ser pretende, nesta perspectiva, é buscar elementos construtivos para a elaboração das novas arquiteturas curriculares e assegurar o respeito às especificidades e singularidades dos Territórios de Identidade do Estado da Bahia.

A atividade contará com a participação de gestores escolares, representantes de universidades, dos conselhos municipais de Educação, secretarias municipais de Educação, entidades estudantis, associações de pais de alunos, escolas privadas, municipais e estaduais, líderes de classe, sindicato de professores e de associações científicas existentes no Território.

Programação:

– Novembro
13 – NTE 24 (Paulo Afonso)
14 – NTE 06 (Valença) e NTE 21 (Santo Antônio de Jesus)
16 – NTE 17 (Ribeira do Pombal) e NTE 27 (Eunápolis)
28 – NTE 02 (Bom Jesus da Lapa) e NTE 08 (Itapetinga)
29 – NTE 20 (Vitória da Conquista)
30 – NTE 22 (Jequié) e NTE 23 (Santa Maria da Vitória)

– Dezembro
04 – NTE 19 (Feira de Santana) e NTE 26 (Região Metropolitana de Salvador)
05 – NTE 01 (Irecê), NTE 18 (Alagoinhas), NTE 03 (Seabra) e NTE 04 (Serrinha)
06 – NTE 10 (Juazeiro), NTE 12 (Macaúbas) e NTE 07 (Teixeira de Freitas)
07 – NTE 16 (Jacobina), NTE 13 (Caetité), NTE 11 (Barreiras), NTE 14 (Itaberaba), NTE 05 (Itabuna) e NTE 15 (Ipirá)
11 – NTE 09 (Amargosa)
12 – NTE 25 (Senhor do Bonfim)

5º Encontro Estudantil da Rede Estadual terá 240 projetos na Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia

Projetos de iniciação científica desenvolvidos pelos estudantes da rede estadual de ensino da capital e interior do Estado serão apresentados na 6ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA), durante o 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, que acontece de 21 a 23 de novembro, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes de toda a Bahia, que irão apresentar, ainda, projetos de arte, esporte, cultura, tecnologia e de intervenções sociais.

A FECIBA reunirá 240 trabalhos finalistas, que foram selecionados após seletivas escolares e territoriais realizadas durante o ano de 2016. São experimentos e produções científicas que tratam de temas de relevância social, com foco em questões como inovação tecnológica, meio ambiente, sustentabilidade, empreendedorismo, saúde e bem-estar. A FECIBA faz parte do Programa Ciência na Escola, cujo objetivo é despertar nos estudantes o interesse pela pesquisa científica através de projetos que buscam solucionar problemas existentes na comunidade onde eles vivem.

Os estudantes protagonistas dos projetos científicos virão de várias partes da Bahia e estarão em atendimento ao público, detalhando os seus projetos, das 9h às 17h, nos estandes montados no nível 5 da Arena Fonte Nova. A premiação dos projetos vencedores acontecerá no dia 23 de novembro, das 14h às 17h30, no auditório do nível 8. Além da exposição dos projetos científicos, os visitantes também poderão participar de atividades como mesas-redondas como “As Feiras Matemáticas” e de oficinas, a exemplo da “Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente”.

A coordenadora do Programa Ciência na Escola, Shirley Costa, destaca a importância da FECIBA. “A FECIBA é um dos principais produtos do Programa Ciência na Escola e faz parte deste grande movimento que a Bahia institucionalizou em todas as escolas da rede através da arte, cultura, ciência e literatura. São diversas linguagens sendo demonstradas nesta culminância do 5º Encontro Estudantil e esta feira representa o fechamento de um ciclo em que os estudantes vão ter a oportunidade de expor as suas produções desenvolvidas durante todo o ano de 2016. Eles vão poder socializar para os colegas e despertar o desejo de fazer parte deste grande evento”, comemora.