Estudantes realizam votação eletrônica para líderes de classe na rede estadual

A inovação tecnológica no processo eleitoral está em expansão nas escolas da rede estadual de ensino. Por meio do projeto e-Nova Educação, da Secretaria da Educação do Estado, que utiliza chromebook para uso de conteúdos digitais educacionais em salas de aula, os alunos participaram da votação para líderes de classe, que está sendo realizada nas escolas estaduais desde a semana passada. Foi assim, por exemplo, no Colégio Estadual Alfredo Dutra, no município de Itapetinga, cuja divulgação dos resultados se deu no mesmo dia.

 Eleição de líder de classe no col. Alfredo Dutra em Itapetinga -divulgação (3)

O coordenador pedagógico do Alfredo Dutra, Carlos Eduardo Cruz, contou como aconteceu a eleição por voto eletrônico. “No ano passado, usamos só os tabletes, mas este ano já utilizamos os chromebook, graças ao curso sobre novas tecnologias que a Secretaria da Educação ofertou para os professores. Foi interessante porque, como temos Educação Profissional, alguns alunos do curso atuaram como monitores para a construção do processo informatizado da eleição, junto a mim. Realizamos uma votação rápida e prática e o resultado foi on-line, o que causou encantamento a todos”, relatou.

Protagonismo - Uma das 25 líderes de classe eleitas (outros 25 foram eleitos para vice-líder), a estudante Daniela de Almeida dos Santos, 16, 3º ano do Alfredo Dutra, falou da sua motivação para assumir a missão. “Já fui líder de classe por três vezes e acredito que já nasci com esse espírito de liderança. Gosto de contribuir com os colegas para que a escola seja a melhor possível e que o diálogo com a gestão seja cada vez mais facilitado. Espero que a minha atuação seja ainda melhor desta vez, já que trago uma certa experiência como líder de classe”.

Eleita líder de classe no Centro Educacional Monteiro Lobato, no município de Firmino Alves, a estudante Laiza Farias, 16, 2º ano, contou seus planos para a sua gestão. “Quero ser bastante representativa porque os colegas depositaram confiança em mim. Meu papel é contribuir com o diálogo entre estudantes e diretoria para que, juntos, possamos melhorar ainda mais a nossa escola. Minha ideia é que a cada unidade os alunos façam uma avaliação sobre assuntos voltados à nossa vida escolar para que eu possa levar para os gestores”.

O representante estudantil do Colegiado Escolar da Monteiro Lobato, Pedro Souza, 16, 3º ano, completou: “Já fui líder de classe, portanto quero, na minha atual função, ajudar na construção do processo de fortalecimento do protagonismo estudantil. É gratificante para mim contribuir para a formação de novos líderes estudantis que irão ajudar a melhorar ainda mais a nossa escola por meio de projetos que tragam ganhos para a nossa Educação”.

Eleição de líder de classe no col. Alfredo Dutra em Itapetinga -divulgação (1)

Sobre as eleições de líderes de classe – A eleição de líderes de classe ação é uma iniciativa da Secretaria da Educação do Estado, dentro do programa Educar para Transformar, com o objetivo de promover o empoderamento juvenil, a partir do seu envolvimento nas atividades e projetos escolares, contribuindo, assim, para a gestão democrática e participativa das unidades. Os estudantes eleitos nas funções de líder e vice-líder de classe serão os interlocutores da turma junto à comunidade escolar, articulando e propondo melhorias para a unidade de ensino. Representar o interesse coletivo, identificando as necessidades da classe; elaborar um Plano de Ação relativo à melhoria do processo de ensino e aprendizagem; e estimular o bom relacionamento da classe, por meio de diálogo, são algumas competências dos líderes.

 

Fotos: Divulgação