Na China, estudante apresenta projeto de combate ao bullying

A es­tu­dante Rayssa Ro­dri­gues, 12 anos, 7° ano, do Co­légio Es­ta­dual Pro­fessor Hermes Mi­randa do Val, lo­ca­li­zado em Si­mões Filho, está vivendo dias inesquecíveis em Pequim, na China. Desde a última quarta-feira (06), ela está em viagem para o Oriente, onde re­pre­senta o Brasil na Be The Change Con­fe­rence, em Pe­quim, com a apresentação do projeto Grupo de Apoio e Conselhos (GAC), que a aluna desenvolveu junto com os colegas para ajudar a enfrentar questões que podem afligir jovens e crianças em qualquer lugar do mundo, como o bullying, o preconceito e a baixa autoestima.
O evento anual reú­ne cri­anças e jo­vens de vá­rios países que são pro­ta­go­nistas de pro­jetos vol­tados para so­lu­ções cri­a­tivas em suas es­colas e co­mu­ni­dades. Para Rayssa, este é um momento único. “Eu estou muito feliz. Está sendo uma experiência emocionante, cheia de aprendizagem. Tudo aqui descreve emoção, descreve aprendizado. Está sendo muito incrível! Estou aprendendo maneiras novas de comunicação. Esta viagem me motivou a querer muito mais a aprender outros idiomas e é uma experiência que vou levar daqui para a vida toda”, comemora.
O frio e a temperatura em torno de 2º C foram algumas das novidades que Rayssa encontrou no Oriente. Mas a estudante está aproveitando cada momento da viagem. Ela fez questão de vestir a camisa da escola onde estuda e falou com orgulho, na hora da apresentação, sobre o GAC. “A apresentação da gente foi muito emocionante, porque tudo tinha verdade e emoção. Acho que a gente conseguiu passar muito bem”, afirma ao acrescentar que tudo é muito intenso. “São muitas coisas que estou vivendo que, se for descrever em uma palavra, é imensidão”, comemora.
Na Be The Change Con­fe­rence, Rayssa falou sobre o “Grupo de Apoio e Conselhos” (GAC), que envolve  alunos de diferentes idades e que contribuem para mudar a realidade escolar, por meio do diálogo e do enfrentamento destes problemas. Em 2015, o GAC foi premiado no concurso “Desafios Criativos da Escola”, uma iniciativa do projeto “Criativos da Escola”, do Instituto Alana, que credenciou a estudante a viajar na companhia da professora e orientadora do projeto, Simone Bocaiuva.
A professora Simone fala, orgulhosa, sobre a participação no evento. “A apresentação foi emocionante e muito receptiva. Todos gostaram e parabenizaram Rayssa pela maturidade e desenvoltura”, afirma, ao destacar que “somos a representação de uma educação pública que faz a diferença e acredita no protagonismo juvenil, na autonomia e no acolhimento”.