Campus Party Bahia tem abertura oficial e segue até domingo em Salvador

 

Tecnologia, festa, acampamento, e oportunidade de negócio. A primeira edição da Campus Party Bahia foi aberta nesta quarta-feira (9), na Arena Fonte Nova, onde permanece até domingo (13). O evento reúne todo tipo de inovação voltada para a área de tecnologia e tem grande participação de estudantes da rede estadual. Cerca de 60 startups, escolas,projetos educacionais e universidades estão representadas entre os participantes.
O governador Rui Costa afirmou que com o evento, a Bahia entra no mapa internacional da tecnologia. “A Bahia é singular, tem um povo criativo na arte, na música, na dança, no teatro e agora nós deixaremos a marca da nossa criação na tecnologia. Tem baiano brilhando em vários cantos do mundo e estamos trazendo a referencia da Campus Party para o Estado. Espero que isso induza os jovens a entrarem no mundo tecnológico e, mais do que isso, a atraírem negócios no segmento, gerando emprego e renda para os baianos”.
“A Secretaria tem nos seus quadros, na base, já um Campus Party acontecendo em cada escola, todo dia. Temos centenas de escolas com práticas deste tipo, de Robótica, de simulador de voo, e, por exemplo, o uso cada vez mais frequente de aplicativos”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, ao destacar ações estruturantes da Secretaria que fomentam a iniciação cientifica. “Portanto,  aqui será encontrado um nível de participação de tudo que a gente desenvolve nos chamados projetos do Ciência na Escola”. Na solenidade de abertura da Campus Party, Pinheiro também disse que serão evidenciados novos projetos que estão sendo implementados na rede. “Algumas escolas nossas, este ano, passam a ganhar unidades de startups”, anunciou, ao enfatizar que mais de 4 mil estidantes da rede estadual deverão visitar o evento.
Os projetos da Educação que estarão em exposição na Arena Fonte Nova foram criados pelos estudantes no âmbito do Programa Ciência na Escola (PCE) e da Educação Profissional e Tecnológica. Entre os quais, os projetos Robótica Educacional e Choices, desenvolvidos por estudantes do Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Vitória da Conquista, receberam menção honrosa da SBPC.
Os estudantes da educação profissional e tecnológica, por sua vez, apresentarão projetos como o  ‘Biomassa de banana verde como fonte alternativa de alimentação’ e o aplicativo sobre o Ecoturismo, dentre outros. Um dos destaques do evento é o simulador de voo do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC), que está no estande do Governo da Bahia.
O idealizador da Campus Party, Francesco Ferruggio afirmou que o evento promove diversos acontecimentos simultaneamente. “Temos um camping, e tem gente do Piauí, de Brasília, de Santa Catarina, de todas as regiões do Brasil. Teremos um espaço fechado com workshops, palestras. Temos atividades fora do programa oficial”. Segundo ele, a arena funciona 24 horas, e com estandes abertos para todos, de livre acesso. “Haverá corrida de drones com os melhores pilotos do Brasil, guerra de robô, olimpíadas de robótica, simuladores de última geração, hologramas, um monte de coisas para viver a tecnologia”.
São quarenta mil pessoas participando na área aberta do evento, contando com visitantes. Três mil e quinhentas barracas abrigam “campuseiros” de todas as regiões do Brasil. A campuseira Stefane arruda, 28, está acampada na Fonte Nova. “Eu já participei em 2013, em São Paulo. Vida de campuseira é resenha, fazer novos amigos, assistir palestras, principalmente de startups”.