5º Encontro Estudantil – Estudantes emocionam o público com a arte da literatura

Com muita desenvoltura no palco e habilidades de interpretação textual, os estudantes apresentaram as suas obras literárias durante o 8º Sarau do projeto Tempos de Arte Literária (TAL), que integra a programação do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, até esta quinta-feira (23), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Os textos de diferentes gêneros literários como poemas, poesias, cordéis, contos e prosas emocionaram o público presente, composto por estudantes, professores, artistas e avaliadores de áreas como Linguagens e Comunicação.

Caracterizados como Lampião e Maria Bonita, os estudantes Alice Dantas, 15 anos, e Abraão Coelho, 14, do 1º ano do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, localizado em Santa Inês, interpretaram o texto em cordel de suas autorias intitulado “Nordestinidade”. “O nosso texto fala da identidade do Nordeste ao abordarmos sobre os poetas, cantores, sobre a discriminação com os nordestinos, as piadas, ou seja, um pouco de tudo que se relaciona com essa região do Brasil”, informa.

O estudante Felipe Ferreira, 20, que concluiu o Ensino Médio no Colégio Estadual de Planalto, situado em Planalto, declamou sua poesia “O canto de um autista! Estrelando: polifonia e partituras do meu viver!!!”. “Essa poesia surgiu através do convívio com um amigo autista na escola, no qual trago o autismo em um tom poético, pois os autistas são pessoas muito especiais e que nos inspiram sempre”, afirma.

Jabson Costa Santos, 18, 3º ano do Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, localizado em Mirante, interpretou o cordel de sua autoria intitulado “Aos trancos e barrancos pro meu Nordeste eu voltei”. Ele revela que ficou surpreso com o resultado. “Ser um dos cinco selecionados na final do TAL é um mérito da minha cidade porque a inspiração vem da cultura do vaqueiro e estou muito feliz por essa conquista”, comemora.

Quem também não esconde a satisfação em ter sua obra selecionada é Maria Joana Santana Barreto, 17, do Colégio Estadual Nossa Senhora das Graças, localizado em Araci, que interpretou o seu cordel “Brasil de dentro”. “Estou muito contente de ter tido a oportunidade de mostrar a minha visão de mundo para as pessoas através de meu texto e ser selecionada entre tantos estudantes talentosos de várias cidades da Bahia é maravilhoso e de uma grande satisfação”, diz emocionada.

>> Cique aqui para ver todas as fotos
>> Veja a programação completaPara o ex-estudante da rede estadual e premiado no TAL em 2015, com o texto “Trem Poético”, Marcos Vitor Ribeiro, 20, de Licínio de Almeida, voltar a participar do sarau no Encontro Estudantil foi emocionante. “Sinto-me muito horado em ser jurado de um projeto que ajudou a evidenciar o meu talento com a poesia. Ver os estudantes se apresentando, passou um filme na minha cabeça da época em que eu também estive no palco, assim como eles. Em relação aos textos dos estudantes, eles são potentes e muito bons”, destaca.

A compositora e jornalista graduada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Rita Tavares, diz que ficou encantada com o nível das obras literárias apresentadas no sarau. “É surpreendente a qualidade das estruturas, temáticas e abordagens dos temas muito interessantes, além das interpretações que dão vida aos textos que, por si só, também expressam o que está escrito. Esse projeto é muito válido, pois serve de estímulo à cultura”, expressa a jurada.

Confira a lista dos estudantes selecionados:

– Aos trancos e barrancos pro meu Nordeste eu voltei – Jabson Costa Santo (autor e intérprete), 16 anos, 2º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Luis Eduardo Magalhães, Mirante, NTE 20 – Vitória da Conquista.

– Brasil de dentro – Maria Joana Santana Barreto (autora e intérprete), 15 anos, 2º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Nossa Senhora das Graças, Araci, NTE 04 – Serrinha.

– Reflexos – Henrique Silva do Rosário (autor e intérprete), 18 anos, 3º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Homero Pires, Prado, NTE 07 – Teixeira de Freitas.

– Minha primeira crônica – Allana Santos Reis (autora e intérprete), 14 anos, 9º ano do Ensino Fundamental, Colégio Estadual Eduardo Fróes da Motta, Feira de Santana, NTE 19 – Feira de Santana.

– Reflexos – Henrique Silva do Rosário (autor e intérprete), 18 anos, 3º ano do Ensino Médio, Colégio Estadual Homero Pires, Prado, NTE 07 – Teixeira de Freitas.